Marcelo Lomba é apresentado como reforço do Palmeiras para 2022

Ex-Internacional garante que trabalhará em harmonia com o goleiro Weverton e o reseva Vinicius Silvestre; jogador usará o número 42

  • Por Jovem Pan
  • 11/01/2022 16h15
Reprodução/Twitter/@palmeirasMarcelo Lomba assinou um contrato de um ano com o Palmeiras

Marcelo Lomba, ex-goleiro do Internacional, foi apresentado nesta terça-feira, 11, como reforço do Palmeiras para 2022. Durante coletiva de imprensa, o carioca contou que recebeu ofertas de outros times, mas optou pelo Palmeiras pelo time ser uma “academia de goleiros”. “Eu tinha outras possibilidades, possibilidade de ir para fora do Brasil, mas foi um desejo meu, eu quis vestir esta camisa. É uma academia de goleiros, desde o Marcos, que quando eu era jovem e estava começando, era o goleiro da seleção brasileira. Quando eu era jovem, eu via os grandes times do Palmeiras e isso brilhou os meus olhos. É um ano especial, começamos com um campeonato muito importante e não vai faltar esforço”, disse o jogador, que usará a camisa 42.

A ideia é que o jogador substitua Weverton nos jogos em que o atual goleiro do Verdão for convocado pela Seleção Brasileira. Lomba também deverá ajudar na transição de Vinicius Silvestre, reserva de Weverton. “Sobre o Weverton, não tenho palavras, é um goleiro que está prestes a ir para a Copa do Mundo, e essa é a nossa torcida. A gente vai trabalhar no dia a dia para representar bem o clube, independentemente de quem estiver jogando. São muitos torneios, é um calendário muito longo, temos que dar total apoio. O Weverton é um dos melhores goleiros do mundo”, elogiou Lomba, que tem contrato de um ano com o Alviverde.

O goleiro acredita que, pela quantidade de torneios disputados pelo Palmeiras, conseguirá ter bastante minutos em campo. “O projeto do Palmeiras é o calendário com as maiores competições do mundo. É o que qualquer jogador quer estar disputando. Com muitos jogos, a tendência é ter minutos. Meu projeto é no dia a dia, passo a passo, construir e ganhar confiança. Eu estou acostumado a grandes jogos, posso somar de alguma forma, já sou um goleiro de 35 anos, com muitos campeonatos na bagagem. O Palmeiras tem uma categoria de base muito forte, posso ser importante dentro e fora de campo. Estou aqui para aprender também. É um ano importante e vamos precisar de todo mundo”, completou.