Palmeiras diz lamentar torcida única contra o Flamengo, mas vê segurança como ‘bem maior’

  • Por Jovem Pan
  • 30/11/2019 16h17
Bruno Ulivieri/AGIF/Estadão ConteúdoMaurício Galiotte é o atual presidente da Sociedade Esportiva Palmeiras

O Palmeiras divulgou neste sábado (30) o seu posicionamento a respeito a adoção da torcida única no duelo contra o Flamengo, marcado para o próximo domingo (01), às 16h (de Brasília), no Allianz Parque, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Em um comunicado divulgado em seu site oficial, o Palmeiras não mostra um posicionamento claro a respeito da medida, imposta pela CBF, que acatou a recomendação do Ministério Público de São Paulo de só permitir a presença de palmeirenses na partida. O clube apenas afirma lamentar o fato, dizendo que “a torcida é parte fundamental do espetáculo e, na visão do Palmeiras, qualquer partida deve ter a participação de todos”.

Em contrapartida, o Verdão avalia que a “segurança é um bem maior a ser preservado, e a Polícia Militar e o Ministério Público são as autoridades competentes para avaliar as condições de segurança de um evento, até porque são agentes ativos no processo. O Palmeiras não tem elementos técnicos para avaliar ou julgar as medidas de segurança recomendadas pela Polícia Militar ou Ministério Público e irá respeitar as orientações das autoridades competentes e da CBF”, acrescenta.

O Flamengo se mostrou contrário à medida. Na sexta-feira, o clube rubro-negro emitiu uma nota em seu site oficial em que afirma que a torcida única desequilibra o campeonato. Além disso, criticou a interferência das autoridades na organização da competição.

O clube carioca recorreu à Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) para reverter a decisão. O tribunal negou o pedido, mas deu ao Flamengo o direito da reciprocidade, ou seja, de optar por jogar a próxima partida contra o Palmeiras sem torcedores visitantes. No primeiro turno, Palmeiras e Flamengo se enfrentaram pela 17ª rodada do Brasileirão no Maracanã e os torcedores do clube paulista puderam assistir à partida no estádio.

A medida é inédita no Brasileiro quando se trata de encontro de times de estados diferentes. Em São Paulo, a torcida única existe desde 2016, mas apenas para clássicos entre clubes locais, independentemente da competição.

*Com informações do Estadão Conteúdo