Palmeiras consegue efeito suspensivo para escalar Rony diante do Corinthians

Fifa havia punido o jogador em quatro meses após o imbróglio envolvendo o Athletico-PR e o Aliberx Niigata, do Japão

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2020 13h21 - Atualizado em 22/07/2020 13h26
Bruno Ulivieri/Estadão ConteúdoRody durante clássico entre Palmeiras e Corinthians

A torcida do Palmeiras recebeu uma ótimo notícia de última hora. A Fifa concedeu, na tarde desta quarta-feira (22), efeito suspensivo para Rony ser escalado diante do Corinthians, no clássico marcado para hoje, a partir das 21h30, em Itaquera, válido pela penúltima rodada da fase de grupos do Campeonato Paulista. O pedido para o atacante ser autorizado a entrar em campo diante do arquirrival foi feito pelo departamento jurídico do Verdão, na semana passada, logo depois da Câmara de Resoluções de Litígio da Fifa anunciar a suspensão de quatro meses ao jogador.

Através da redes sociais, André Sica, advogado do Palmeiras, anunciou a decisão que favorece o Alviverde. “Acabamos de receber a decisão do CAS. Efeito suspensivo concedido! Rony liberado para jogar contra o Corinthians e até decisão final do tribunal arbitral! Agradeço demais a todos os membros do Departamento Jurídico da SEP e do @CsmvAdvogados, que contribuíram para o caso e para esta vitória. Foi uma semana intensa de trabalho, mas que certamente foi recompensada por essa grande notícia ao torcedor palmeirense”, celebrou.

A pena da Fifa tem como razão a ação judicial movida pelo Albirex Niigata, do Japão. O clube japonês alegou que Rony não cumpriu o contrato assinado com o time, se transferindo para o Athletico-PR posteriormente. Com o efeito suspensivo, o atleta passa a estar apto até nova ordem do CAS. Entenda o caso abaixo.

O CASO

Em 2017, o Albirex Niigata contratou Rony por empréstimo junto ao Cruzeiro e se via no direito de comprar o jogador em definitivo graças a uma pendência tributário. Depois do período de cessão terminar, os japoneses compraram o atleta, que disse não ter assinado qualquer vínculo e retornou ao Brasil.

O atacante fechou com o Furacão, ganhou a Copa do Brasil e a Sul-Americana, tornando-se importante peça no time paraense até ser vendido para o Palmeiras, no começo desse ano.