Após 3ª derrota consecutiva, Vanderlei Luxemburgo deixa o Palmeiras

Em nota, o clube agradeceu o trabalho desenvolvido pelo ex-técnico; Luxemburgo comandou 37 jogos no Palmeiras, com 18 vitórias, 14 empates e cinco derrotas na temporada

  • Por Jovem Pan
  • 14/10/2020 21h49 - Atualizado em 14/10/2020 23h45
ReproduçãoEsta é a 5ª passagem de Vanderlei pelo Palmeiras

Vanderlei Luxemburgo foi demitido do Palmeiras nesta quarta-feira, 14, após perder os últimos três jogos do Campeonato Brasileiro. A informação foi confirmada pelos comentaristas da Jovem Pan Marcio Spimpolo e Wanderley Nogueira. “Vanderlei Luxemburgo não é mais o técnico do Palmeiras. Após a partida desta quarta-feira, a diretoria alviverde se reuniu na Academia de Futebol e decidiu pela não permanência do treinador no cargo. O Palmeiras agradece a Luxemburgo pelo trabalho desenvolvido em sua 5ª passagem pelo clube, na qual conquistou o Campeonato Paulista de 2020”, disse o clube em nota.

Mais cedo, a saída ainda era incerta, pois o presidente do clube, Maurício Galiotte, não queria que ele deixasse o comando da equipe. A coletiva de imprensa que seria transmitida ao vivo no YouTube, acabou sendo adiada e foi gravada. Luxemburgo comandou 37 jogos no Palmeiras, com 18 vitórias, 14 empates e cinco derrotas na temporada. A última partida foi contra o Coritiba nesta tarde, quando perdeu por 3 a 1, no Allianz Parque, aumentando a pressão sobre Luxemburgo. Ele assumiu o comando da equipe em dezembro de 2019 e assinou um contrato de dois anos, até dezembro de 2021, com o clube alviverde.

Esta é a quinta passagem do treinador no Palmeiras. Anteriormente, entre 1993 a 1995, 1996 a 1997 e 2009 a 2009, Luxemburgo faturou sete títulos, sendo dois Brasileiros, quatro Paulistas e um Rio-São Paulo. No ano passado, o time alviverde teve dois técnicos: Mano Menezes e Felipão. O primeiro foi demitido em dezembro do ano passado, minutos após a derrota do time alviverde para o Flamengo por 3 a 1, no Allianz Parque, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Curiosamente, foi em uma situação muito parecida com essa que o Palmeiras perdeu o seu outro comandante na temporada: em 2 de setembro de 2019, Felipão foi demitido após a derrota do Verdão por 3 a 0 para o Flamengo, no Maracanã, em jogo válido pelo primeiro turno da competição nacional.