Prefeito de BH, Kalil diz que se desesperou com torcida no Mineirão: ‘Não passou no teste’

Após ver as cenas da partida entre Atlético-MG e River Plate, o ex-presidente do Galo também disse que ‘não tem receio’ de voltar atrás em sua decisão de liberar torcida nos estádios durante a pandemia

  • Por Jovem Pan
  • 19/08/2021 10h27 - Atualizado em 19/08/2021 15h05
Foto: FERNANDO MORENO/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO Aglomeração da torcida do Atlético-MG no Mineirão em partida diante do River Plate, pela Libertadores

Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil disse nesta quinta-feira, 19, que ficou “desesperado” ao ver os quase 17 mil torcedores do Atlético-MG aglomerando e comemorando a vitória sobre o River Plate, na noite de ontem, no Mineirão, pelas quartas de final da Copa Libertadores da América. No retorno do público aos estádios na capital mineira, o mandatário ressaltou que o evento “não passou no teste” e que não irá se repetir desta maneira. “Do jeito que está, não vai ter, não. Isso foi um acerto entre o Mineirão e o Atlético. Primeiro, foi bom o resultado, todo mundo sabe, nunca escondi meu coração atleticano para ninguém, mas quando eu vi aquela cena no Mineirão eu me desesperei. Ontem mesmo entrei em contato com o secretário de Saúde [Jackson Machado]”, disse Kalil ao programa “Bom Dia Minas”, da Rede Globo.

Ex-presidente do Atlético-MG, Kalil também disse que “não tem receio” de voltar atrás em sua decisão de liberar torcida nos estádios de Belo Horizonte durante a pandemia do novo coronavírus. “A população tem que entender, a gente quer melhorar, quer ajudar, fazer tudo para melhorar para compensar tudo o que todo mundo passou, mas quem pode colaborar não colabora. Não foi isso que foi combinado, eu vi torcida organizada lá que pelo preço do ingresso não poderia estar lá, e eu não tenho o menor receio de voltar tudo para trás”, cravou o prefeito, que bradou contra os dirigentes atleticanos. “Estão enganados quem acha que ‘é o Atlético, ele não vai fazer’. Não vai fazer, uma ova. Fizeram um desaforo e um desrespeito ao prefeito de Belo Horizonte”, completou.

Torcedores do Atlético-MG

Torcedores do Atlético-MG se aglomeraram em BH para ver a partida contra o River Plate

De acordo com Kalil, a prefeitura vai chamar a diretoria do Cruzeiro e orientar para que a cena não se repita no jogo da Raposa contra o Confiança, marcado para esta sexta-feira, 20, também com público no Mineirão, pela Série B do Brasileirão. “Se foi evento teste como disseram, não passou no teste, não vai acontecer de novo se for nesse molde. O que me entristeceu diante da minha alegria toda de ontem foram aquelas cenas horrorosas, irresponsáveis, porque o prefeito faz parte da irresponsabilidade, não estou jogando no colo de ninguém, porque o prefeito burro é que aceitou que eles iam cumprir o compromisso que eles tinham com a prefeitura.”