Renato Gaúcho diz que delegação do Flamengo foi alvo de injúria racial em jogo contra Olimpia

Treinador relatou em entrevista coletiva que comunicou ao quarto árbitro e à diretoria rubro-negra sobre o caso

  • Por Jovem Pan
  • 12/08/2021 00h41
Reprodução/ YoutubeRenato comentou sobre casos de injúria racial vindos da arquibancada

Após a goleada por 4 a 1 contra o Olimpia em Assunção, no Paraguai, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Libertadores, o técnico do Flamengo, Renato Gaúcho relatou na entrevista coletiva que a delegação do clube carioca sofreu com injúrias raciais proferidas por torcedores paraguaios que assistiam ao jogo. O país já recebe público em seus estádios. “Infelizmente tem acontecido no mundo isso, a injúria racial. Cobrei muito do quarto árbitro, do delegado do jogo. Passamos para a nossa diretoria agora, e eles vão tomar as devidas providências porque isso choca, entristece. É uma coisa, realmente, muito triste que acontece não só no Brasil, mas no mundo todo. Mas nós, profissionais que temos a chance de falarmos, de nos manifestarmos, é importante a gente cobrar para que as autoridades possam tomar as suas providências, Como falei, o que poderíamos ter feito durante o jogo, fizemos. Agora, é com a diretoria do clube”, comentou.

Para quem assistiu a partida pela transmissão dos canais Disney (FoxSports/ESPN), foi possível ouvir pelo sistema de som do estádio Manuel Ferreira, na volta do segundo tempo, um pedido para que os torcedores não utilizassem palavras ofensivas. A partida de volta deste confronto acontece na próxima quarta-feira, dia 18, às 19h15 (horário de Brasília) no Mané Garrincha, em Brasília, para que o time carioca recebe público. No Rio de Janeiro ainda não é permitido torcida nos estádios.

Assista abaixo um trecho da entrevista de Renato Gaúcho: