Richarlison comemora retorno à seleção brasileira: ‘Friozinho na barriga’

O atacante do Everton, da Inglaterra, foi um dos quatro atletas que se apresentaram à Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, na última quarta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 27/05/2021 10h51 - Atualizado em 27/05/2021 17h06
Lucas Figueiredo/CBFRicharlison e Tite durante apresentação à seleção brasileira

O atacante Richarlison chegou na noite da última quarta-feira, 26, à Granja Comary, em Teresópolis, no Rio de Janeiro, sendo um dos primeiros a se apresentar à seleção brasileira, que fará dois jogos pelas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo de 2022, no começo de junho. Em sua chegada ao centro de treinamento da CBF, o jogador do Everton, da Inglaterra, comentou sobre o sentimento de voltar ao time nacional, que é comandado pelo técnico Tite. “Na chegada, deu até um frio na barriga. Estou feliz ao mesmo tempo de estar aqui, estar representando meu país. Vamos para esses dois jogos nas Eliminatórias, vamos nos preparar bem para fazer esses dois jogos bem”, revelou o atacante, que estará à disposição do Brasil nos duelos com o Equador, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, no dia 4, e viaja até Assunção para enfrentar o Paraguai no dia 8, no estádio Defensores del Chaco.

Empolgado com o retorno à seleção, que não se reunia desde novembro do ano passado, Richarlison quer trabalhar ainda mais forte para manter essa pegada em busca da vaga na Copa do Mundo. “A gente vai treinar, vai fazer o melhor nos treinamentos, para que possa estar em condições de jogo, na melhor forma possível, para poder dar continuidade a esse trabalho. A gente vem de quatro vitórias, estamos invictos, e temos muitos jogos pela frente ainda”, finalizou o atacante, um dos quatro atletas que se apresentaram à Granja na quarta. Além dele, o goleiro Alisson e o atacante Roberto Firmino, ambos do Liverpool, e o meia Douglas Luiz, do Aston Villa, também se apresentaram. Os quatro atletas vieram do Reino Unido e cumprirão, na bolha implementada pela seleção brasileira, as normas restritivas estabelecidas pelo Governo Federal. Nos primeiros quatro jogos, o Brasil teve 100% de aproveitamento, ocupando a liderança da competição classificatória.