Em 6º jogo seguido sem vitória, Santos empata com Atlético-GO por 1 a 1

O gol do time paulista só veio aos 33 minutos do segundo tempo, deixando-o o 10º lugar do Campeonato Brasileiro com 47 pontos

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2021 23h19
CARLOS COSTA/FUTURA PRESS/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOJogo no estádio Antônio Accioly foi marcado pela forte chuva e terminou com empate

O Santos sofreu para conquistar aos 33 minutos do segundo tempo o empate com o Atlético-GO na partida deste sábado, 6, que terminou com 1 a 1. Incomodado com os últimos resultados, Cuca escalou quatro atacantes: Lucas Braga, Kaio Jorge e Arthur Gomes atuavam mais avançados enquanto Soteldo flutuava de uma ponta para a outra no ataque. A aposta, no entanto, não deu os resultados esperados e o time paulista alcançou o sexto jogo consecutivo sem vitória. O empate reduziu os danos, mas manteve o Santos no 10º lugar com 47 pontos. Já o adversário goiano está um pouco atrás, na 12º colocação e 46 pontos.

Marcado por forte chuva, o primeiro tempo teve um jogo truncado. O desempenho do Atlético foi marcado por erros de passe e marcação alta, enquanto do lado do Santos a falta de Marinho deixava Soteldo sobrecarregado diante das dificuldades dos seus colegas de ataque. Eventualmente, a pressão do Atlético na saída de bola resultou em falta boba de Arthur Gomes sobre Dudu dentro da área. Os santistas reclamaram muito, mas o árbitro confirmou a penalidade duvidosa. Na cobrança, o goleiro Jean bateu forte no centro e abriu o placar, aos 32.

No segundo tempo, Cuca sacou Kaio Jorge e Arthur Gomes e reforçou o meio-campo com Ivonei e Jean Mota, que passou a auxiliar Soteldo na armação. A partir dos 17 minutos, o Santos ganhou mais espaço em campo. Matheus Vargas acertou forte carrinho em Luan Peres e foi expulso após checagem do VAR. A vantagem numérica, contudo, só fez alguma diferença para os visitantes a partir dos 25, quando o Santos passou a impor pressão. Aos 31, Marcos Leonardo cabeceou dentro da área e a bola acertou o braço do zagueiro Éder. Na cobrança do pênalti, o próprio atacante bateu alto e forte no meio, decretando o suado empate no enlameado gramado do estádio Antônio Accioly.

*Com informações do Estadão Conteúdo