Cuca explica pedido de demissão e lamenta: ‘Primeira vez em todos os clubes que fui xingado’

  • Por Jovem Pan
  • 26/09/2019 16h06
ANDRE LUCAS/ESTADÃO CONTEÚDOCuca

Cuca concedeu entrevista coletiva, na tarde desta quinta-feira (26), para anunciar o pedido de demissão do comando técnico do São Paulo. O treinador revelou que seu estilo de jogo não casou com o elenco tricolor e que não estava conseguindo implementar suas ideias.

“Não é em cima de uma partida. Conversei ontem com o Raí e Pássaro e expus hoje a eles o meu pensamento o que tem sido essa sequência de jogos e eles entenderam. Eu não estou pensando em mim, no profissional. Estou pensando mais do São Paulo do que em mim. Que o Raí e o Pássaro façam o melhor. Quando um técnico sai fala que faltou isso ao aquilo. Para mim não faltou nada em relação ao Pássaro, Raí, Leco. Demos uma arrancada no começo, depois uma caída. Pelo grupo que tem pode estar em posição melhor. Senti que era o momento de sair. Os jogos não foram contundentes em questão de desempenho e nós acabamos por entender assim. Quero agradecer Raí, Pássaro e Leco. Se as coisas não saíram certo não foi por culpa deles. Não deu liga no que eu penso de futebol. Esperei muito tempo para vir para o São Paulo e esperava sair com conquistas e não aconteceu. Desejo sorte ao São Paulo”, afirmou Cuca.

O treinador disse que esperou muito para retornar ao São Paulo – sua primeira passagem foi em 2004. E ressaltou que a própria torcida não estava satisfeita com seu trabalho.

Lógico que estou muito triste, esperei 15 anos para estar aqui de novo. Como vou estar feliz? É a primeira vez em todos os clubes no futebol que eu fui xingado. É a pior coisa que existe, dói demais. Até dei risada de um cara que me chamou de cabelo de boneca. Dói. Passei duas vezes em Flamengo, Fluminense, Galo, Santos e isso dói demais. A ideia de ir embora lógico que não é só minha. Se perguntar para maior parte da torcida eles também queriam. Às vezes não é ser bom ou ruim. A minha vida vai continuar a amanhã ou depois estarei em outro clube”, disse.

“Se hoje você for perguntar para todos não é o caso de eu estar me demitindo. Se eu estou colocando meu cargo à disposição e eles aceitam eles não estão felizes. O torcedor não está feliz também. O investimento foi alto, o São Paulo não apresenta o padrão de jogo. Eu expliquei o padrão de jogo que não combinou. Então foi isso que conversei com a diretoria e eles entenderam que outro modelo pode ter uma arrancada nesse final. Eu não queria sair do São Paulo, eu demorei muito para vir para cá. Eu queria muito uma conquista, mas ela não veio”, explicou.