Presidente do São Paulo dá respaldo a Crespo após protestos da torcida; confira

Organizada Independente, a principal torcida do Tricolor, pediu a saída de Daniel Alves, Pablo e Vitor Bueno, além de mudanças de postura da diretoria, logo após a derrota por 1 a 0 para o Fortaleza

  • Por Jovem Pan
  • 19/07/2021 12h29 - Atualizado em 19/07/2021 19h07
Reprodução/Twitter/@juliocasares_SPCasares deu respaldo ao técnico Crespo

A torcida organizada Independente, a principal do São Paulo, pediu a saída de Daniel Alves, Pablo e Vitor Bueno, além de mudanças de postura da diretoria, logo após a derrota por 1 a 0 para o Fortaleza, em pleno Morumbi, em confronto válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, no sábado. Ontem, no entanto, o presidente Julio Casares utilizou suas redes sociais para dar respaldo ao projeto e também a Hernán Crespo. “Estamos trabalhando para reconstruir o clube. Reorganizando e quitando as dívidas terríveis de curtíssimos prazos. O planejamento continua com serenidade e total apoio da diretoria ao competente técnico Hernán Crespo”, escreveu o mandatário.

Em entrevista coletiva, Crespo reconheceu que o momento não é tranquilo e disse que o clube não tem poder de investimento. “Estamos construindo em uma situação difícil para ter um São Paulo melhor. Espero, porque trabalhamos todos juntos, não sei se estarei aqui para ver este São Paulo, mas estou aqui para fazer um São Paulo melhor. Se tivéssemos dinheiro, seria mais rápido. Vamos lutar? Sim. Queremos ganhar, sim, ser competitivos, sim, mas é difícil”, comentou após o revés. “Você pensa que eu não sei que devemos melhorar? Temos muito a melhorar. Todos sabemos. E todos estamos aqui para melhorar por um futuro e presente melhor, mas o tempo é esse. Sem dinheiro, os tempos são mais longos”, completou.

Mal no Brasileirão, o São Paulo é apenas o 15º colocado na tabela, com dois pontos a mais que o Cuiabá, o primeiro dentro da zona de rebaixamento. Em meio ao mau momento no nacional, o time são-paulino se preocupa também com a Copa Libertadores da América. Nesta terça-feira, 20, a equipe volta a campo para enfrentar o Racing, da Argentina, em Buenos Aires. Na partida de ida, os times empataram em 1 a 1. Assim, para avançar às quartas de final, o Tricolor precisa vencer ou conseguir uma igualdade por dois ou mais gols.