‘Se tiver que abrir mão do nosso estilo para vencer, vamos fazer’, diz Pablo sobre o clássico

São Paulo recebe o Corinthians no Morumbi no próximo domingo, às 11h

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2020 19h07
PAULO PAIVA/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDO"A gente tem de vencer", diz Pablo

O São Paulo enfrenta o Corinthians no próximo domingo às 11h, no Morumbi, e Pablo, artilheiro da equipe com sete gols, expressou a importância do clássico, que vale a sexta rodada do Campeonato Brasileiro, ao admitir que o time tricolor deve mudar seu estilo de jogo, se for preciso, para obter a vitória.

“A gente tem de vencer. Se tiver que abrir mão do nosso estilo para vencer, óbvio que vamos fazer isso”, disse. “Teve jogo que não jogamos como gostamos, de ter a bola o tempo inteiro, como contra o Fortaleza, que (o time) se propôs a se defender mais. Vencer é o mais importante. Se tiver que vencer da forma como a gente gosta, muito melhor, mas se tiver que abrir mão para vencer, a gente vai abrir sim”, completou o atacante, que concedeu entrevista coletiva após o treino.

Pablo afirmou que o elenco está de acordo com as mudanças feitas por Diniz no time titular, como alterar a zaga anteriormente formada por Bruno Alves e Arboleda e agora composta por Diego Costa e Léo, improvisado. “Quem decide é o Fernando, não devo falar de mudanças. A gente tem elenco e todos têm condições de jogar. Quem jogar tem que corresponder. As decisões são do Fernando, ele tem apoio dos jogadores, aceitamos isso.”

Diniz terá que fazer pelo menos uma alteração no Tricolor para o duelo. Daniel Alves quebrou o antebraço diante do Athletico-PR e passou por uma cirurgia. Para Pablo, ele fará falta na partida. “Um cara que treina muito, se dedica muito, de corpo e alma. O cara que mais foi campeão na história do futebol. Fará muita falta. Mas a gente tem que saber que o jogador que entrar não será para fazer o que o Dani faz. Não tem como copiar. Esse atleta tem suas características, tem que entrar e fazer seu jogo da melhor maneira possível. Não tem que ter pressão, não tem que ter ansiedade.

Igor Gomes, Liziero e Hernanes são as opções para a vaga do camisa 10. Luciano, autor dos dois gols que garantiram as duas últimas vitórias do Tricolor no Brasileirão tenta se recuperar de dores musculares, enquanto o lateral-esquerdo Reinaldo está suspenso após o terceiro cartão amarelo.

* Com Estadão Conteúdo