STJD adia processo de denúncia contra Andreas Pereira, do Flamengo

Santos entrou com Notícia de Infração contra o time carioca por possível escalação irregular do meio-campista

  • Por Jovem Pan
  • 06/10/2021 18h40 - Atualizado em 06/10/2021 20h18
Reprodução/Twitter/@AlexandreVidal1/CRFAndreas Pereira não cumpriu quarentena obrigatória para quem chega do Reino Unido

Nesta quarta-feira, 6, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva adiou o processo que envolve Flamengo e o atleta Andreas Pereira. O julgamento aconteceria na próxima sexta, 8, mas foi retirado da pauta pelo auditor Otacílio de Araújo Neto. Não há data para que o caso seja analisado. O processo foi aberto pelo Santos que enviou uma ‘Notícia de Infração’ ao STJD contra o time carioca por ter escalado Andreas oito dias após o jogador chegar do Reino Unido ao Rio de Janeiro, no jogo entre as equipes pelo Campeonato Brasileiro, em 28 de agosto. Segundo instruções da Anvisa, pessoas que chegam de viagem da Inglaterra precisam cumprir uma quarentena obrigatória de 14 dias, o que não aconteceu com o atleta. Segundo a própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Andreas assinou um documento se comprometendo a cumprir as medidas sanitárias.

A Procuradoria apresentou a denúncia e pede que a CBF mostre o questionário epidemiológico preenchido pelo Flamengo para a escalação de Andreas na partida, além da entrega por parte da Anvisa dos formulários e documentos preenchidos pelo atleta ao entrar no Brasil. A denúncia enquadra o Flamengo no artigo 191 I, II, III do CBJD que determina uma multa de R$ 100 a R$ 100 mil para a agremiação por descumprir ato normativo/administrativo; e Andreas entra no artigo 258 do CBJD que prevê suspensão de uma a seis rodadas por “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva”.