Vuaden relata ameaças de Cuca após expulsão: ‘Se te ver na rua, te dou uns tapas na cara’

Treinador do Atlético-MG levou cartão vermelho ao final da derrota para o Ceará, pelo Campeonato Brasileiro

  • Por Jovem Pan
  • 25/06/2021 01h16
Reprodução/ PremiereCuca foi contido por jogadores do Ceará e membros da comissão técnica do Atlético-MG

O treinador Cuca ficou furioso com a derrota do Atlético-MG para o Ceará, por 2 a 1, na noite desta quinta-feira, 24, no Campeonato Brasileiro e partiu para agressões verbais contra o árbitro Leandro Pedro Vuaden. O juiz assinalou na súmula todo o ocorrido e as ‘ameaças’ que o técnico fez a ele no campo. “Expulsei com cartão vermelho direto, após o término da partida, o técnico da equipe clube atlético mineiro, senhor Alexi Stival, por adentrar ao campo de jogo e vir em minha direção proferindo as seguintes palavras “você me dá azar na vida, ainda bem que vou largar para não precisar conviver com pessoas como você, tenho nojo, você é um gaveteiro”, diz o documento. Depois de ver o cartão, Cuca continuou com os insultos.

“Sem vergonha, se eu cruzar com você na rua te dou uns tapas na cara” e emendou “vagabundo, vagabundo”. O treinador precisou ser contido e retirado por integrantes da comissão técnica do time mineiro e jogadores da equipe do Ceará. “Quando eu estava na área mista me dirigindo ao vestiário da arbitragem o mesmo proferiu as seguintes palavras ‘vagabundo, vagabundo, vai ter CPI hoje porque você me pediu voto para a sua esposa’. Informo ainda que me senti extremamente ofendido em minha honra pelas palavras proferidas contra a minha pessoa”, escreveu Vuaden na súmula. Pela repercussão, o caso deve ser analisado pelo STJD.