Nadal atropela Dutra Silva na estreia em Barcelona e mantém embalo no saibro

  • Por Estadão Conteúdo
  • 26/04/2017 14h42

Nadal percisou de apenas 1h14 para vencer o brasileiro Rogério Dutra Silva

Nadal percisou de apenas 1h14 para vencer o brasileiro Rogério Dutra Silva

Após fazer história no último domingo com a conquista do seu décimo título do Masters 1000 de Monte Carlo, onde se tornou o maior vencedor de troféus em torneios em piso de saibro, Rafael Nadal arrasou o brasileiro Rogério Dutra Silva com parciais de 6/1 e 6/2, nesta quarta-feira, em sua estreia no ATP 500 de Barcelona.

Cabeça de chave número 3 da competição que também é realizada em sua superfície predileta, o tenista espanhol abriu campanha direto na segunda rodada e com isso assegurou classificação às oitavas de final. 

Na próxima fase, o atual quinto colocado do ranking mundial irá enfrentar o sul-africano Kevin Anderson, que na última terça-feira superou o espanhol David Ferrer e impediu um possível duelo entre velhos compatriotas do circuito profissional em Barcelona.

Nadal precisou de apenas 1h14min para liquidar Dutra Silva, hoje 69º colocado da ATP. Embora o brasileiro tenha conseguido quebrar o saque do espanhol por uma vez no duelo, o favorito ganhou de maneira bastante tranquila ao converter cinco de sete break points e conquistar assim a sua segunda vitória em dois jogos contra Rogerinho. No duelo anterior entre os dois, o ex-número 1 do mundo ganhou por 3 sets a 0, no US Open de 2013, quando também só perdeu três games em todo o confronto.

OUTROS JOGOS – Outro tenista que confirmou favoritismo com tranquilidade em sua estreia nesta quarta foi o belga David Goffin, quinto cabeça de chave, que derrotou o georgiano Nikoloz Basilashvili por 7/5 e 6/0. Assim, ele foi às oitavas de final e enfrentará na próxima fase o russo Karen Khachanov, algoz do brasileiro Thomaz Bellucci na estreia e que nesta quarta desbancou o favoritismo do uruguaio Pablo Cuevas com uma vitória por duplo 7/6, com 7/5 nos dois tie-breaks.

Já o alemão Philipp Kohlschreiber e o português João Sousa foram eliminados nesta quarta e não justificaram as respectivas condições de 12º e 15º cabeças de chave. O primeiro deles caiu diante do sul-coreano Hyeon Chung, que venceu por 6/3 e 6/4. Já Sousa foi superado pelo argentino Horacio Zeballos com parciais de 7/6 (7/3) e 7/5.

MONTAÑES CAI E SE APOSENTA – O dia de disputas em Barcelona também já marcou nesta quarta a aposentadoria do espanhol Albert Montañes, que aos 36 anos de idade encerrou a sua carreira profissional ao ser derrotado pelo seu compatriota Feliciano López por duplo 6/2.

Essa partida, a primeira da quadra central, começou com quatro horas e meia de atraso por causa da chuva, e marcou o encontro de dois veteranos do circuito profissional. López é o recordista de participações em Barcelona, com 17 ao total, enquanto Montañes vem logo atrás, com 16, ao lado Tommy Robredo e Manolo Orantes.

Ao longo de sua carreira, o agora aposentado tenista conquistou seis títulos no circuito principal da ATP e sete troféus de nível challenger. Profissional desde 1999, ele teve como seu melhor ranking o 22º lugar, alcançado em 2010.

Já López avançou às oitavas de final e terá pela frente o britânico Andy Murray, que nem precisou entrar em quadra para estrear com vitória nesta quarta. O líder do ranking mundial e cabeça de chave número 1 do torneio contou com a desistência do australiano Bernard Tomic, por motivo de lesão, e avançou com um W.O..