Após fala preconceituosa, Minas Clube rescinde contrato com Maurício Souza

Jogador fez publicação em seu Instagram criticando a DC Comics por uma cena de um quadrinho em que o Super-Homem aparece beijando uma pessoa do mesmo sexo

  • Por Jovem Pan
  • 27/10/2021 16h23 - Atualizado em 27/10/2021 16h44
Reprodução/Instagram @mauriciosouza17Jogador defendeu a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Após pressão de marcas patrocinadoras e da torcida, o Minas Tênis Clube rescindiu o contrato com o jogador de vôlei Maurício Souza. A informação foi confirmada na tarde desta quarta-feira, 27, através das redes sociais do clube. A equipe estava sendo pressionada a tomar alguma atitude após o jogador, que esteve nas Olimpíadas de 2020, realizar uma publicação em seu perfil no Instagram com uma fala homofóbica, criticando a DC Comics por um quadrinho em que o Super-Homem aparecia beijando uma pessoa do mesmo sexo. “É só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar”, escreveu na postagem. Na terça-feira, 26, Maurício foi afastado do clube, recebeu uma multa e s publicou uma retratação em seu perfil no Twitter, onde possui menos de 60 seguidores.

Nesta tarde, momentos antes do Minas anunciar sua saída, Maurício foi ao Instagram e se posicionou sobre o caso.”Eu vim para pedir desculpas a todos que se sentiram ofendidos com a minha opinião por defender aquilo que eu acredito. Não foi a minha intenção. Respeito todos, sempre respeitei dentro e fora de quadra. Já joguei com vários homossexuais e sempre os respeitei, sempre mantive amizade. Fico triste por tudo que está acontecendo. Infelizmente, a gente não pode mais dar opinião, não pode colocar os valores acima de tudo, valores de família que a gente acredita. Mas os valores de vocês a gente tem que respeitar a qualquer custo. Se não, somos taxados de homofóbicos, como preconceituosos. Não concordo com isso”, afirmou Maurício em um vídeo publicado em seu perfil. Confira a íntegra abaixo:

Após a fala, diversos atletas se posicionaram contra a postura de Maurício. Dentre eles, está Douglas Souza, que é homossexual, que fez uma série de críticas ao comportamento do ex-colega de seleção. “O famoso não vai dar em nada né. Toda vez a mesma coisa, cansado disso de sempre ter falas criminosas e no máximo que rola é uma “multa” e uma retratação nas redes sociais. Até quando?”, escreveu Douglas em publicação feita na terça. Outras atletas também se posicionaram, como Carol Gattaz, Fabi Alvim e Sheilla Castro, sendo que as últimas realziaram publicações com a frase “Homofobia é crime”.