Ataque de tubarão faz WSL adiar as finais do Mundial de Surfe feminino no Havaí

Vítima foi um homem que não participa das competições oficiais da WSL; ele foi socorrido com vida e levado à um hospital da região

  • Por Jovem Pan
  • 08/12/2020 20h03
ReproduçãoPraia de Honolua Bay, onde acontece a disputa do Maui Pro

O Maui Pro, que começou nesta segunda-feira, 07, na praia de Honolua Bay, no Havaí, precisou ser paralisado nesta terça-feira, 08, depois que um surfista do sexo masculino foi atacado por um tubarão. Segundo a WSL, organizado do Mundial de Surfe, o homem atingido é um surfista recreativo e não participa de nenhuma competição. O acidente aconteceu pela manhã e o dia de provas foi cancelado. Não há previsão para a retomada das finais do Mundial de Surfe feminino. De acordo com o noticiário “Maui Now”, o ataque aconteceu por volta das 7h45min (14h45, horário de Brasília). O jornalista Wendy Osher informou que a vítima foi rapidamente socorrida com vida e encaminhado a um hospital próximo pelas equipes contratadas pela WSL para fazer a segurança da competição. O aviso aconteceu durante as triagens para a competição masculina, que acontece na ilha de Oahu.