Palmeiras 0 x 0 Cruzeiro: “Palmeiras poderia ter saído com a derrota”, comenta Bruno Prado

  • Por Jovem Pan
  • 13/10/2016 22h08
SP - BRASILEIRÃO/PALMEIRAS X CRUZEIRO - ESPORTES - Gabriel Jesus, do Palmeiras, disputa lance com jogador do Cruzeiro, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Arena Fonte Luminosa, em Araraquara (SP), nesta quinta-feira (30). 13/10/2016 - Foto: THIAGO CALIL/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDOGabriel Jesus tenta passar pela marcação na partida entre Palmeiras e Cruzeiro

Sem poder jogar no Allianz Parque devido ao show do cantor italiano Andrea Bocelli, o Palmeiras enfrentou o Cruzeiro em Araraquara, na noite desta quinta-feira, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. E os torcedores que compareceram na Arena da Fonte Luminosa viram um duelo bastante equilibrado que terminou com um empate sem gols.

Com o resultado, o Palmeiras mantém a primeira posição do Brasileirão com 61 pontos, enquanto o Cruzeiro segue se distanciando da zona do rebaixamento, subindo para a 12ª posição, com 37 pontos. Na próxima rodada, que será disputada no domingo, o Palmeiras pega o Figueirense, em Florianópolis, e o Cruzeiro recebe a Chapecoense.

O jogo

O jogo começou aberto, com uma ligeira vantagem para o Palmeiras. Empurrado pela torcida, que lotou o estádio em Araraquara, o time alviverde teve boa movimentação, criou várias chances de gols e não saiu na frente do placar por detalhes. Gabriel Jesus e o zagueiro Vitor Hugo perderam duas boas oportunidades

No entanto, na etapa final o técnico Mano Menezes mexeu bem na equipe do Cruzeiro e conseguiu controlar o duelo. Aos 17, Robinho quase marcou. O camisa 19, que ainda pertence ao Palmeiras, tabelou com Ábila, limpou o goleiro Jailson e finalizou. Zé Roberto se jogou na bola e salvou em cima da linha.

O Cruzeiro se manteve melhor na partida e aproveitou as substituições erradas de Cuca, que sacou Roger Guedes e Dudu e colocou Rafael Marques e Cleiton Xavier. Aos 44, Willian que havia entrado no lugar de Rafael Sóbis, puxou contra-ataque pela direita, saiu na cara de Jailson e bateu cruzado. A bola explodiu na trave e saiu pela linha de fundo.

Opinião da Jovem Pan

Para o comentarista da Jovem Pan, Bruno Prado, o duelo entre Palmeiras e Cruzeiro foi equilibrado. “No primeiro tempo, o Palmeiras teve mais oportunidades. Já no segundo, o Cruzeiro jogou melhor, foi mais organizado e desperdiçou duas grandes chances, com Robinho e Willian. O Palmeiras poderia ter saído de campo com a derrota”, disse.