Tino Marcos encerra carreira e deixa a Rede Globo: ‘Gratidão’

Repórter deixou a emissora após 35 anos; segundo ele, a pandemia do coronavírus foi uma peça chave para a sua decisão

  • Por Jovem Pan
  • 02/02/2021 12h37 - Atualizado em 02/02/2021 23h28
Reprodução/Instagram/Tino MarcosO repórter Tino Marcos cobriu a seleção brasileira por 30 anos

O repórter Tino Marcos informou nesta terça-feira, 2, que irá se aposentar após 35 anos cobrindo esporte na Rede Globo. “Sabedor de que chegaria, vira e mexe eu pensava nele: o dia em que sairia da Globo. Ele deveria ser planejado pra, então, ser festejado. E chegou desse jeitinho mesmo. Com uma sensação bombando, justo a que eu mais desejava: a gratidão”, escreveu em suas redes sociais. O repórter começou sua carreira na emissora em 1985. Foram 30 anos cobrindo a seleção brasileira e colecionando bordões. “Galvão”, dizia o jornalista. “Diga lá, Tino”, respondia o narrador. “A gente viveu juntos experiências que eu nem de longe imaginava. A Globo é a minha história, minha casa por quase 35 anos.”

Em entrevista ao Globo Esporte, Tino afirmou que a pandemia influenciou em sua decisão. O repórter afirmou que estava em um ritmo diferente de trabalho, se concentrando em grandes reportagens e a pandemia “resumiu muito” esse tipo de trabalho. Segundo ele, o distanciamento tirou muito do que ele gostava de fazer na profissão, como “captar, olhar as imagens, escrever e produzir”. “É uma variável decisiva nesse processo”, disse sobre a pandemia. “Tornou inviável agora a gente fazer o que vinha fazendo. Não sei quando vamos voltar a ter a plenitude. E quando vamos voltar? Não sabemos como está o mundo.” Para ele, o contexto também pesou na decisão. Com a família se formando, a mulher se aposentando e a com a perca dos pais, Tino decidiu que era o momento de parar e ficar em casa.