Atleta da Polônia leiloa medalha de prata de Tóquio 2020 para salvar criança doente

Maria Andrejczyk, do lançamento de dardo, superou um câncer ósseo em 2016 e decidiu que precisava ajudar alguém após subir ao pódio no Japão

  • Por Jovem Pan
  • 18/08/2021 19h55 - Atualizado em 18/08/2021 21h26
Reprodução/ Instagram @m.andrejczykMaria Andrejczyk superou câncer ósseo em 2016 e escolheu criança desconhecida para ajudar

O que torna uma atleta referência? Ganhar uma medalha nas Olimpíadas ou leiloar essa medalha para ajudar a salvar a vida de uma criança? Maria Andrejczyk, atleta do lançamento de dardo, causou comoção na Polônia ao leiloar sua medalha de prata conquistada em Tóquio 2020 para financiar a operação de uma criança de oito meses. O escolhido foi um garotinho chamado Miloszek que precisava passar por uma cirurgia cara nos EUA. Maria não conhece o bebê, mas decidiu que ajudaria uma criança desconhecida depois de vencer um câncer ósseo em 2016.

“Pensei muito nisso. Foi a primeira arrecadação de fundos que realizei e eu sabia que era a certa. Miloszek tem um problema cardíaco sério, ele precisa de uma operação. Uma medalha é apenas um objeto, mas pode ser de grande valor para outras pessoas. Esse dinheiro pode salvar vidas, em vez de acumular poeira em um armário”, explicou a atleta. A medalha foi arrematada pela rede de conveniência polonesa Zabka, que deu um lance mais alto do que o esperado pela medalha, acima dos 330 mil euros (R$ 2.080 milhões, na cotação atual) que Miloszek necessitava para sua cirurgia, e resolveu responder ao “gesto magnífico e extremamente nobre” de Maria devolvendo o objeto à ela. No fim, todos saíram ganhando: Maria ficou com sua medalha e o bebê Miloszek, de 8 meses, arrecadou o dinheiro para sua operação.