Brasil fatura medalhas na esgrima, hipismo e natação: Veja balanço do 2º dia das Paralimpíadas

O país, agora, soma 1 ouro, 3 pratas e 4 bronzes, ocupando a décima posição no quadro de medalhas, dentro da expectativa do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro)

  • Por Jovem Pan
  • 26/08/2021 11h32 - Atualizado em 26/08/2021 11h33
Reprodução/Twitter/@cpboficialJovane Guissone é medalhista de prata na esgrima em cadeira de rodas da Tóquio-2020

O Brasil segue demonstrando o porquê é uma das potências paralímpicas. Nesta quinta-feira, 26, no segundo dia dos Jogos de Tóquio, a delegação brasileira conquistou mais quatro medalhas, sendo duas da natação, uma na esgrima e outra no hipismo. Jovani Guissoni ficou com a prata na esgrima em cadeira de rodas, enquanto Rodolpho Riskalla foi o segundo colocado no hipismo. Nas piscinas, Daniel Dias, o fenômeno brasileiro, subiu ao pódio em uma Paralimpíada pela 27ª vez. Primeiro, ele foi bronze nos 100 m livre S5. Depois, ele ajudou o país a ficar na terceira posição no revezamento 4x 50m misto, onde Talisson Glock, Joana Neves e Patrícia Pereira também participaram. Desta forma, o Brasil soma 1 ouro, 3 pratas e 4 bronzes, ocupando a décima posição no quadro de medalhas, dentro da expectativa do CPB (Comitê Paralímpico Brasileiro).

O país obteve sucesso em outra modalidade também. No tênis de mesa, Carlos Carbinatti e Joyce de Oliveira se recuperaram da estreia com derrota e venceram. Além deles, Bruna Alexandre começou sua campanha com um triunfo tranquilo, enquanto Israel Stroh ganhou seu segundo duelo no Japão. Já a seleção masculina de goalball, no entanto, acabou sendo derrotada pelos Estados Unidos por 8 a 6, em jogo emocionante. O time, que lidera o ranking mundial, é favorito ao ouro e iniciou com vitória na Tóquio-2020. Já no ciclismo, Lauro Chaman até fez o seu melhor tempo na carreira, mas terminou a prova do contrarrelógio das classes C4/C5 na 9ª posição. Ele, porém, ainda compete em duas provas. Por fim, no halterofilismo, Húnior França, na categoria até 49kg, ficou com a sexta colocação, enquanto Lara Lima, na categoria até 41kg, terminou em sétimo lugar. Na final da categoria até 54kg, Bruno Carra terminou na última posição, terminando a prova sem nenhuma marca.