Brasil vira, vence o Comitê Olímpico Russo por 3 sets a 1 e avança para as semifinais

Atletas enfrentarão a Coreia do Sul para definir vaga na final olímpica; no outro lado da chave, os Estados Unidos jogam contra a Sérvia

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2021 11h42 - Atualizado em 04/08/2021 16h19
Reprodução/Twitter @timebrasilJogadoras comemorando ponto contra a Rússia

No último jogo das quartas de final do vôlei feminino dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, o Brasil enfrentou a seleção do Comitê Olímpico Russo buscando uma classificação para a semifinal do torneio. A partida foi disputada na manhã desta quarta-feira, 4, e terminou com vitória das brasileiras por 3 sets a 1. No primeiro set, as russas abriram vantagem e souberam administrar o placar mesmo com uma melhora das brasileiras, fechando em 23/25. No segundo, as brasileiras melhoraram, contaram com o talento de Gabi e Fernanda Garay, e fecharam o set com 25/21, igualando o placar. Embaladas pela vitória na segunda parcial, as brasileiras começaram bem, abriram vantagem, viram as russas encostarem, mas mantiveram o bom ritmo e garantiram a vitória por 25/19.  No último set, o equilíbrio prevaleceu, mas as brasileiras venceram por 25/22 e carimbaram a vaga na semifinal. Com isso, o Brasil enfrentará a Coreia do Sul para definir quem irá para disputar o ouro.

Ao final do jogo, Gabi Guimarães, que foi decisiva para virar o segundo set, foi a maior pontuadora do jogo, com 18 acertos. A seleção brasileira também contou com o retorno da levantadora Macris, que havia se lesionado na fase de grupos. Após o jogo, a levantadora destacou a atuação da equipe e agradeceu à equipe pelo trabalho feito em sua recuperação. “Acho que as palavras que resumem são trabalho em grupo. Se não fosse a força desse grupo, nada seria possível. Isso faz a diferença. […] Buscar a cada dia melhorar. Eu só tenho a agradecer ao grupo, a torcida de todo mundo, ao meu fisioterapeuta, que me colocou de volta em tão pouco tempo”, afirmou Macris. Rosamaria, que começou como reserva mas entrou e cresceu no bloqueio brasileiro, disse que se preparou para tentar parar as russas e que acredita que deu certo. “Tentei entrar concentrada o tempo todo para tentar parar (o ataque russo) e eu acho que deu certo”, afirmou a brasileira. No outro lado do chaveamento, Estados Unidos e Sérvia definirão a outra vaga na final olímpica em jogo programado para acontecer na sexta-feira, 6.