Hipismo: Yuri Mansur comete faltas e fica sem medalha nos saltos individuais 

Apesar de encerrar o percurso dentro do tempo determinado, o brasileiro cometeu duas infrações, perdendo, consequentemente, oito pontos

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2021 08h01 - Atualizado em 04/08/2021 08h35
EFE/EPA/MICHAEL REYNOLDSYuri Mansur durante a final dos saltos individuais do hipismo durante as Olimpíadas de Tóquio

Representante do Brasil na final dos saltos individuais do hipismo, Yuri Mansur não fez uma boa prova na manhã desta quarta-feira, 4, e ficou fora da disputa por medalha – ele precisava igualar os primeiros colocados para fazer uma rodada de desempate. Apesar de encerrar o percurso em 87s27, dentro do tempo determinado, o brasileiro cometeu duas faltas, perdendo, consequentemente, oito pontos. O cavaleiro era a esperança do país igualar o recorde de medalhas conquistadas em Olimpíadas. Na Rio-2016, o Brasil conseguiu 19, enquanto na Tóquio-2020 já são 18 garantidas.

“O problema, como meu amigo belga, meu cavalo e o dele são similares no tempo, e esses cavalos que são mais lentos por natureza te obrigam a correr mais riscos. Esse cavalo, desde fevereiro, tinha feito uma falta só. Eu subestimei no dois, e na segunda falta eu nem ouvi, achei que tinha terminado com uma só. É uma situação rara ter um duplo de muro assim, talvez eu apertei demais. É um cavalo que tem pouca experiência nessa nível. Com uma falta teria sido melhor, mas não foi ruim. Na hora eu pensei na primeira falta, já que ele tinha feito só uma desde fevereiro. Eu arrisquei entre no dois, achei que era mais seguro atacar o tempo. Eu nunca vi meu cavalo sair da pista cansado, hoje ele quase quis deitar. Esse é o limite do esporte equestre. Sentimento de gratidão, chegando cada vez mais perto do melhor”, disse Yuri em entrevista ao Grupo Globo.

Confira AQUI o quadro de medalhas em tempo real