Em apenas uma madrugada, Brasil pode garantir até 10 medalhas; confira

Entre finais da vela, do atletismo e do boxe, Brasil é favorito a subir ao pódio em seis modalidades

  • Por Jovem Pan
  • 02/08/2021 20h30 - Atualizado em 02/08/2021 20h42
Júlio César Guimarães/COBAlison dos Santos é o favorito para os 400m rasos masculino

Entrando no 13º dia de Olimpíadas, o Brasil pode ter o seu melhor momento em termos de conquista de medalhas. Do início da noite desta segunda-feira, 2, até 7h20 (horário de Brasília) de terça-feira o país estará na disputa de até 10 medalhas e com possibilidade reais de ganhar seis. O atletismo abre o calendário do dia com provas classificatórias sem decisões, mas 0h20 tem a disputa de medalhas nos 400m com barreiras masculino que tem Alison dos Santos, o Piu, como um dos maiores favoritos ao pódio. Antes disso, às 21h52, a dupla Isaquias Queiroz e Jacky Jamael estarão na semifinal da canoagem C2 1.000m; a final acontece às 23h45. Isaquias foi campeão na Rio 2016 e busca outra medalha com sua nova dupla. À 0h33 a vela começa suas disputas. Na regata da classe 49er FX, a dupla atual campeã olímpica, Kahena Kunze e Martine Grael disputa a race medal, a última regata da competição. Elas estão em primeiro no ranking geral. O Brasil volta a disputar medalha na vela às 3h33 com a dupla Gabriela Nicolino e Samuel Albrecht na classi nacra 17, que estão na 9ª colocação no geral.

A partir das 5h horas, Beatriz Ferreira entra no ringue de boxe para a disputa das quartas de final contra a uzbeque Raykhona Kodsova. Caso ela avance para semifinal, já garante uma medalha. No mesmo horário, a seleção masculina de futebol entra em campo contra o México para garantir uma vaga na final e confirmar pelo menos a medalha de prata. Às 5h48, a ginasta Flávia Saraiva faz a final de trave. Ela estará ao lado de Simone Biles, que decidiu competir sua única prova em Tóquio 2020 após priorizar sua saúde mental. Por volta das 6h10, o ringue volta a protagonizar medalhas para o Brasil. Wanderson Oliveira encara o cubano Andy Cruz nas quartas de final e, se avançar, também garante medalha. Na semifinal do peso-pesado masculino, Abner Teixeira tenta chegar à final ao enfrentar o cubano Julio La Cruz. O último evento do dia será a final do salto com vara que terá o atual campeão olímpico Thiago Braz. Ele pode chegar ao pódio, mas não deve alcançar o ouro.

Confira abaixo o calendário de provas do 13º dia:

  • A partir de 21h – classificatórias no atletismo (salto triplo, 1.500m rasos, lançamento de dardo, 200m rasos, 400m rasos)
  • 21h52 – canoagem sprint com Isaquias Queiroz e Jacky Jamael (semifinal)
  • 22h – vôlei de praia Ana Patrícia e Rebeca (quartas de final)
  • 0h20 – 400m com barreiras masculino com Alison dos Santos (final)
  • 0h33 – vela com Martine Grael e Kahena Kunze (medal race)
  • 0h40 – wrestling com Lais Nunes (quartas de final)
  • 1h – vôlei de quadra masculino
  • 3h33 – vela com Samuel e Gabriel (medal race)
  • 05h – Boxe com Beatriz Ferreira (quartas)  
  • 05h – Futebol com a Seleção Masculina (semifinal)  
  • 05h50 – Ginástica Artística – Trave com Flávia Saraiva (final)  
  • 06h18 – Boxe com Wanderson de Oliveira (quartas)  
  • 06h50 – Boxe com Abner Teixeira (semifinal)
  • 07h10 – classificatórias no atletismo (110m com barreiras, arremesso de peso)
  • 07h20 – Salto com Vara com Thiago Braz (final)