Izabela da Silva fica na 11ª colocação na final do lançamento de disco 

A brasileira, a primeira do país a chegar a uma decisão de Jogos Olímpicos na modalidade, registrou 60m39 como melhor marca em três tentativas, ficando de fora da disputa direta por medalhas na Tóquio-2020

  • Por Jovem Pan
  • 02/08/2021 10h21 - Atualizado em 02/08/2021 18h17
EFE/EPA/DIEGO AZUBELIzabela da Silva fez história ao ficar na 11ª posição do arremesso de disco na Tóquio-2020

Izabela da Silva encerrou sua participação histórica no lançamento de disco na 11ª posição. A brasileira, a primeira do país a chegar a uma decisão de Jogos Olímpicos na modalidade, registrou 60m39 como melhor arremesso em três tentativas, ficando de fora da disputa direta por medalhas na Tóquio-2020 – ela precisava superar 62m02. No fim, a norte-americana Valarie Allman ganhou a prova e ficou com o ouro, com um lançamento de 68m98. A alemã Kristin Pudenz, com 66m85, terminou com a medalha de prata, enquanto a cubana Yaime Perez completou o pódio depois de arremessar o disco a 65m72.

Confira AQUI o quadro de medalhas em tempo real