Julyana da Silva é bronze no arremesso de disco feminino na Paralimpíada

Brasileira bateu o recorde paralímpico das Américas com a marca de 30.49 metros

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2021 00h55
Reprodução/ TwitterJulyana bateu o recorde das Américas na prova

No 4º dia dos Jogos Paralímpicos de Tóquio 2020, o Brasil conquistou duas medalhas na primeira sessão do atletismo na noite desta sexta-feira, 28. Depois da prata de Thalita Simplício nos 400m rasosJulyana da Silva ficou com a medalha de bronze no arremesso de disco classe F57, conseguindo a marca de 30.49 metros, com direito a recorde das Américas. A prova ainda teve a brasileira Tuany, que fez a marca 21.30, sua melhor marca na temporada, mas terminou na penúltima colocação, 11º no geral.