Medalhista olímpico e sensação no Instagram: Quem é Douglas Souza?

Atleta do vôlei estava no elenco que conquistou o ouro na Olimpíada do Rio em 2016 e vem amealhando cada vez mais fãs nas redes sociais

  • Por Jovem Pan
  • 21/07/2021 11h32
Reprodução/ Instagram @douglassouzaJogador vem se destacando nas redes sociais

Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 já começaram e, mesmo que a maior parte das modalidades ainda não teve suas partidas iniciais, um dos grandes destaque da Olimpíada já pertence ao Brasil. Trata-se de Douglas Souza, atleta do vôlei masculino que virou sensação no Instagram ao mostrar os bastidores do Time Brasil nas Olimpíadas. O ponteiro estava no elenco que levou o ouro nos Jogos do Rio em 2016, mas agora desponta como um dos destaques pelo jeito “influencer” com o qual tem tratado suas redes sociais. Douglas já era reconhecido no universo de sua modalidade por sua autenticidade e por ter sido o primeiro atleta assumidamente homossexual no vôlei masculino. A espontaneidade de Douglas é vista em seus stories no Instagram, onde fez diversas publicações que viralizaram rapidamente.

Entre elas, está o teste da cama de papelão, no qual apareceu sambando em cima do móvel em seu quarto na Vila Olímpica. “Ainda bem que não quebrou. Cama super aprovada”, afirmou na rede social. Douglas também apareceu cantando músicas de cantoras famosas, como Pabllo Vittar e fez diversas piadas com os colegas de time, além de também mostrar detalhes das instalações da delegação brasileira em Tóquio. Entretanto, um “desfile” realizado durante um treinamento ampliou sua visibilidade após contar com apoio de influenciadoras como Camilla de Lucas e Rafa Kalliman. Nesta quarta-feira, 21, o jogador de vôlei disse estar chocado com o crescimento do número de seguidores. “Gente, que que está acontecendo? Bom dia. Que toda gente é essa, meu Deus? Estou em choque.”

Em outras oportunidades, Douglas disse que quer ser espelho para pessoas “fora do padrão” e que quer ser lembrado como “o primeiro homossexual do vôlei” que jogou em alto nível. “Quero ser lembrado como o Douglas que fez história como primeiro homossexual no vôlei que conseguiu jogar em alto nível. Quero ser um espelho de pessoas fora do padrão. Sou fora do padrão. Sou também extremamente magro e isso assusta no nosso meio. Se eu, um garotinho magrinho, pequeninho, do interior de São Paulo, consegui, você também vai”, afirmou o jogador durante live do Taubaté, sua equipe no Brasil, no ano passado.

Aos 25 anos, uma das estrelas brasileiras em Tóquio começou sua carreira no Esporte Clube Pinheiros, passando pelo São Bernardo e Sesi até chegar ao Taubaté em 2018, onde permanece até hoje. Entretanto, após a Olimpíada, o atleta seguirá para a Europa, onde defenderá o Vibo Valentia, da Itália. Pela seleção brasileira, Douglas conquistou o ouro na Olimpíadas de 2016, na Copa do Mundo de 2019 e na Liga das Nações de 2021, além de ter participado da campanha dos Jogos Pan-Americanos de 2015, quando o Brasil conquistou a prata. Nos jogos de Tóquio 2020, o popular ponteiro e seu time estreiam na sexta-feira, 23, às 23h (de Brasília), contra a Tunísia.