Multicampeão, Daniel Dias será o porta-bandeira do Brasil no encerramento das Paralimpíadas

Dono de 27 medalhas (sendo 14 de ouro), o nadador encerrou sua carreira no torneio de Tóquio com três bronzes

  • Por Jovem Pan
  • 03/09/2021 01h10
Rogério Capela / CPBDaniel levou três bronzes em Tóquio

Vinte sete vezes medalhista em Paralimpíadas (sendo 14 dessas de ouro) e encerrando sua carreira em Tóquio, o nadador Daniel Dias foi anunciado na madrugada desta sexta-feira, 3, como o porta-bandeira do Brasil na cerimônia de encerramento dos Jogos Paralímpicos, que acontece no próximo domingo, dia 5, no Estádio Olímpico. O anúncio foi feito pelo presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), Mizael Conrado, em coletiva de imprensa. “O porta-bandeira do Brasil, como não poderia deixar de ser, é uma homenagem ao maior de toda a história, o maior atleta da natação paralímpica mundial. O porta-bandeira que conduzirá o pavilhão brasileiro será o Daniel Dias”, avisou Mizael. Daniel conquistou três medalhas nessa edição das Paralimpíadas, todas de bronze: nos 200 metros livre, 100 metros livre e revezamento 4x50m livre misto.

O ato de carregar a bandeira do Brasil não é inédito para o nadador. Em Pequim 2008 ele também foi o porta-bandeira do encerramento, e em Londres 2012 desfilou na abertura. Aos 33 anos, Daniel possui deficiência nos membros superiores e na perna direita. Descobriu o esporte assistindo ao nadador Clodoaldo Silva em 2004, outra grande referência na natação paralímpica do Brasil, e não parou mais. Durante sua carreira conquistou as 27 medalhas paralímpicas, 42 medalhas em mundiais e 31 medalhas em Para-PanAmericanos (sendo todas de ouro). Fora das piscinas, Daniel é membro do Conselho Nacional de Atletas e da Assembleia Geral do CPB, além de administrar o Instituto Daniel Dias desde 2014. Após sua aposentadoria, também integrará a Academia Laureus, que seleciona os ganhadores do ‘Oscar do Esporte’.