Paralimpíada ou Paraolimpíada? Saiba qual é o termo correto

Desde 2011 o Comitê Paralímpico Internacional padronizou o termo, mas no Brasil a mudança não foi bem aceita

  • Por Flavia Matos
  • 23/08/2021 17h32 - Atualizado em 23/08/2021 17h40
Reprodução/ Instagram @paralympicsAgitos, o símbolo dos Jogos Paralímpicos

Na próxima terça-feira, 24, os esportes olímpicos voltam à televisão brasileira com o desfile dos melhores atletas com deficiência do mundo. Ao todo serão 23 modalidades disputadas em 12 dias em Tóquio, no Japão, para encerrar o ciclo olímpico de 2020. Mas, antes mesmo da abertura existe uma dúvida no ar. Uma das maiores polêmicas em torno da competição está em sua denominação: se diz Paralimpíada ou Paraolimpíada? Desde 2011, o Comitê Paralímpico Internacional (CPI) determinou que o termo ‘Paralimpíada’ é o correto e que todas as nações deveriam seguir essa nomenclatura. Porém, a palavra gera certa polêmica no Brasil. Para desvendar o mistério, a Jovem Pan Online procurou um professor de português que respondeu por que o termo é considerado errado semanticamente.

“A resposta não é tão simples. A ideia do Comitê era uniformizar o uso do termo e de afastar a ideia de que somente pessoas paraplégicas participam dos Jogos, já que pessoas com outras deficiência também são contempladas. De um lado, o pedido se justifica porque, enquanto o termo ‘paraolimpíada’ teria sido gerado num processo morfológico que unia a palavra paraplegia + Olimpíada, o prefixo grego PARA indicaria que essa competição ocorre ao mesmo tempo que o outro evento olímpico”, diz o professor Sued Lima. “Do meu ponto de vista, a questão morfológica não é a chave, já que somente o uso nos dirá qual dos dois termos prevalece. Por causa de estudos na sociolinguística, sabe-se que uma mudança linguística envolve diversos fatores, dentre eles o conceito de que a língua pode mudar quando um novo termo cai no gosto dos falantes e, com o tempo, fica tão usado que substitui o termo anteriormente usado”, completou.

Sendo assim, de acordo com o professor Sued, o maior problema na palavra ‘Paralimpíada’ não é a supressão da vogal O nem a sua tradução do inglês sem considerar as variações linguísticas do português, mas como esse termo será incorporado pela sociedade no geral. “Apesar de o Comitê requerer o uso da palavra sem O, a resposta está no uso dos falantes. Somente saberemos qual dessas formas é a correta quando um dos seus termos prevalecer o uso do outro”, concluiu. Assim como palavras que estão sendo adicionadas ao dicionário pela evolução do dialeto, o termo ‘Paralimpíada’ também deve entrar nessa análise.