Rayssa Leal comemora prata em Tóquio e diz: ‘Skate não é só para meninos’

A ‘Fadinha’ também falou sobre a importância de sua companheira Letícia Bufoni, que acabou sendo eliminada ainda na semifinal da competição

  • Por Jovem Pan
  • 26/07/2021 02h20 - Atualizado em 26/07/2021 02h21
Wander Roberto/COBRayssa Leal ganhou a medalha de prata no skate street dos Jogos Olímpicos

Prata no skate street, Rayssa Leal, de apenas 13 anos, transformou-se na atleta brasileira mais jovem a conquistar uma medalha na história dos Jogos Olímpicos. Em entrevista ao “SporTV”, a skatista comemorou o feito. “Essa medalha é muito especial para mim. É muito louco! E saber que no início só os meus pais me apoiaram… É meu primeiro campeonato olímpico, estar com essa medalha é demais”, festejou a adolescente, antes de falar da importância da conquista para a modalidade e para as garotas que sonham em trilhar um caminho parecido. “Skate é, sim, esporte olímpico. Estamos provando que, felizmente, não é só para meninos”, completou a “Fadinha”, que ficou atrás apenas da japonesa Momiji Nishiya, dona do ouro.

Rayssa também falou sobre a importância de sua companheira Letícia Bufoni, que acabou sendo eliminada ainda na semifinal da competição – Pâmela Rosa, a outra brasileira presente no Japão, também caiu nesta fase. “Eu nem era skatista. Eu sempre sonhei em ver a Letícia. E só de compartilhar apartamento comigo, fazer dança, ir ao Instagram… É especial. Eu a conheci em 2015 e saber que estamos aqui, juntas, é muito legal. Eu tenho uma frase que é assim: se você pode sonhar, você pode realizar”, comentou, antes de dar esperança aos futuros esportistas do Brasil: “Persista porque tudo vai dar certo”, finalizou.