Simone Biles revela morte de tia antes da final da trave: ‘As pessoas não entendem o que passamos’

Ginasta norte-americana não teve uma passagem tranquila por Tóquio 2020

  • Por Jovem Pan
  • 04/08/2021 02h57
YURI HIROSHI/ENQUADRAR/ESTADÃO CONTEÚDOSimone Biles foi bronze na final da trave de equilíbrio

A participação de Simone Biles em Tóquio 2020 não foi fácil. Depois de desistir de quase todas as finais na ginástica artística para as quais se classificou por conta de twisties” (fenômeno da ginástica em que a mente e o corpo não se conectam), a norte-americana revelou a jornalistas que dias antes da final da trave de equilíbrio, disputada na manhã desta terça-feira, ela recebeu a notícia de que sua tia havia falecido. “No final do dia, as pessoas não entendem o que estamos passando. Há dois dias acordei e minha tia faleceu inesperadamente, e não foi mais fácil estar aqui nos Jogos Olímpicos“, confessou. Questionada sobre suas escolhas de não participar das disputas de medalha para cuidar da saúde mental, Simone comemorou que a pauta tenha envolvido tantas pessoas.

“Definitivamente trazendo uma luz para a conversa sobre saúde mental, é algo pelo qual as pessoas passam muito e que é meio que empurrado para baixo do tapete”, disse. “Sinto que não somos apenas entretenimento, somos humanos também e temos sentimentos”, completou. Apesar de não ter uma Olimpíada como imaginou, a ginasta declarou em suas redes sociais que está satisfeita com o que conquistou. “Sair de Tóquio com mais 2 medalhas olímpicas (prata na disputa por equipes e bronze na trave) para adicionar à minha coleção não é tão ruim!” escreveu em sua conta no Instagram.