Austrália anuncia novas medidas na luta contra o terrorismo islâmico

  • Por Agencia Brasil
  • 23/02/2015 08h59

O Primeiro Ministro australianoTony Abbott

O primeiro-ministro australiano, Tony Abbott, anunciou hoje (23) que pretende alterar as leis de imigração e cidadania, e reprimir quem promove a violência extremista, como parte do reforço da luta do seu país contra o terrorismo islâmico. “A ameaça terrorista aumenta no país e no exterior e torna-se mais difícil de combater”, ressaltou Abbott no quartel central da polícia federal australiana em Camberra, capital do país.

O chefe do Executivo anunciou a resposta do governo a um relatório que analisou a estratégia antiterrorista do país. Abbott disse que quer alterar as leis para revogar ou suspender a cidadania australiana às pessoas com dupla nacionalidade que estejam implicadas em atos terroristas.

No caso dos cidadãos australianos, vai ser avaliada a possibilidade de suspender alguns dos direitos vinculados aos seus estatutos como “restrições aos seus deslocamentos ao exterior ou eventual regresso à Austrália, assim como o acesso aos serviços consulares e às ajudas da segurança social”, disse.