Brasil elogia política de desenvolvimento rural da Guatemala

  • Por Agencia EFE
  • 19/06/2015 15h26

Cidade da Guatemala, 19 jun (EFE).- O secretário de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Humberto Oliveira, elogiou as estratégias da Guatemala para melhorar a agricultura e conseguir o crescimento integral e sustentável, informou nesta sexta-feira uma fonte oficial.

A Política Nacional de Desenvolvimento Rural Integral (PNDRI) guatemalteca foi reconhecida por Oliveira, que assegurou que o país é hoje um referencial internacional de como utilizar um instrumento legal que permita à população o acesso equitativo aos diferentes recursos.

O funcionário fez estas declarações durante o encontro nacional de desenvolvimento rural que aconteceu na cidade de Antígua Guatemala e do qual participaram 17 comunidades nacionais, assim como delegados de instâncias internacionais e de cooperação, de acordo com a “Agência Guatemalteca de Notícias”.

“A Guatemala tem uma experiência que pode ser de referência para toda a América Central, a América Latina e o continente. Mas é necessário entender que o mundo rural é mais que agricultura; isto demanda políticas multissetoriais que cheguem às pessoas, para que se sintam participantes de um mesmo desenvolvimento”, disse Oliveira.

Por sua vez, o ministro de Agricultura, Pecuária e Alimentação guatemalteco, Sebastián Marcucci, assegurou que o propósito da política impulsionada pelo Executivo é conseguir o desenvolvimento sustentável na área rural, priorizando a população que sofre de pobreza extrema, desnutrição, exclusão e vulnerabilidade.

Em 15 de junho, Marcucci anunciou que o Brasil doaria 9.000 toneladas métricas de alimentos para guatemaltecos afetados pelo calor.

Segundo o funcionário, o primeiro envio de 4.000 toneladas métricas de alimentos saiu do país com destino à Guatemala no dia 8 de junho e, principalmente, esta ajuda humanitária consiste em arroz e feijão. EFE