Anvisa libera produção de ventilador pulmonar desenvolvido pela USP

A decisão acontece após cinco meses do anúncio do desenvolvimento do projeto; segundo a universidade, mil aparelhos serão fabricados e doados

  • Por Jovem Pan
  • 19/08/2020 16h00 - Atualizado em 19/08/2020 16h02
Governo de SPDesenvolvimento de ventilador pulmonar de baixo custo da USP envolveu mais de 200 profissionais

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) liberou a produção do ventilador pulmonar de baixo custo Inspire, desenvolvido pela Escola Politécnica (Poli) da Universidade de São Paulo (USP), após cinco meses de do anúncio do projeto e testes com o aparelho. Segundo a Poli-USP, o órgão autorizou a fabricação, comercialização e doação dos equipamentos no dia 13 de agosto.

O projeto que começou em meados de março, quando uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Poli, coordenada pelos professores Raúl Gonzalez Lima e Marcelo Knörich Zuffo, decidiu desenvolver um ventilador pulmonar nacional, de baixo custo e de rápida produção para oferecer uma alternativa e suprir uma possível demanda emergencial do equipamento causada pela pandemia da Covid-19.

Em abril, o projeto foi aprovado nas etapas finais de testes, realizadas com quatro pacientes do Instituto do Coração (Incor) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. O respirador foi considerado aprovado em todos os modos de uso e não houve nenhum problema com os pacientes ventilados. Com a autorização, a equipe de pesquisadores e professores da universidade vai produzir mil ventiladores, em parceria com o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), que serão doados para as cidades brasileiras em que a demanda esteja mais alta. A definição dos critérios para a distribuição dos equipamentos está sendo feita em parceria com a Faculdade de Saúde Pública.