Aras assistirá a vídeo de reunião de Bolsonaro para decidir sobre inquérito

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2020 15h44
José Cruz/Agência BrasilAugusto Aras verá vídeo de reunião ministerial neste final de semana

Augusto Aras, o procurador-geral da República, assistirá, durante este final de semana, ao vídeo da reunião ministerial de Bolsonaro liberado ao público na última sexta-feira (22), após decisão do ministro Celso de Mello.

O material faz parte de inquérito que investiga suposta tentativa de interferência do presidente da República, Jair Bolsonaro, na Polícia Federal.

De acordo com informações do Blog da Andreia Sadi, do G1, o procurador-geral, após ver o conteúdo, deverá decidir se haverá diligências a serem pedidas ou se encaminhará a investigação para o final – no caso, para a oitiva do presidente.

A última etapa do inquérito será o depoimento de Bolsonaro. A PGR estima que a investigação seja encerrada em até 60 dias.

A gravação foi citada no depoimento do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, que defendia a divulgação na íntegra. Já Bolsonaro se declarava favorável à divulgação parcial do conteúdo.

Na sexta-feira, Mello também enviou à Procuradoria-geral da República três notícias-crimes apresentadas por partidos e parlamentares que pedem desdobramentos das investigações.

As medidas solicitadas incluem o depoimento de Bolsonaro e a apreensão do celular dele e do filho Carlos para perícia. De acordo com o ministro do STF, é “dever jurídico do Estado promover a apuração da autoria e da materialidade dos fatos delituosos narrados por ‘qualquer pessoa do povo”.