Bahia chega a 20 mortos em decorrência das chuvas; mais de 70 cidades estão em situação de emergência

Enchentes afetaram, até agora, 430 mil pessoas e deixaram um rastro de desabrigados e desalojados; governador Rui Costa afirma que esta é a maior tragédia da história do Estado

  • Por Jovem Pan
  • 27/12/2021 15h53
Camila Souza/GOVBA/EFE - 26/12/2021 Casas são afetadas por inundações na Bahia Setenta e duas cidades baianas estão em estado de emergência devido às chuvas

A Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) identificou mais duas pessoas mortas (um jovem de 21 anos e uma mulher de 31, ambos moradores de Itabuna) em decorrência das chuvas que atingem o Estado e já afetaram 430.869 pessoas. Agora, de acordo com os dados totalizados pelo órgão, já há 20 mortos, 16 mil desabrigados e 2 desaparecidos, além de 19.580 desalojados devido às enchentes. A situação no território baiano é tão desesperadora que, na tarde deste domingo, o governador Rui Costa (PT) colocou mais 47 municípios em estado de emergência, subindo para 72 as cidades baianas nas quais os efeitos das tempestades resultaram na medida. Segundo o petista, esta é a maior tragédia da história da Bahia.

“Os bombeiros não têm registro de tragédia com esta dimensão. Já tivemos tragédias severas, mas que atingiram um, dois, três municípios, desta vez nós estamos falando de 72 municípios atingidos, com milhares de casas perdidas definitivamente que precisarão ser reconstruídas”, declarou Rui Costa. O governador agradeceu aos Estados que enviaram ajuda, em equipes e reforços para ajudar a população atingida pelas cheias, e destacou que o momento é de oferecer suporte às famílias. “Está faltando muita coisa, inclusive roupas, porque muitas pessoas tiveram que sair de casa sem poder, sequer, carregar sua roupa, apenas com a roupa do corpo.”