Bolsonaro diz que relevância do Brics é ‘inquestionável’, mas ressalta ‘Brasil em primeiro lugar’

  • Por Jovem Pan
  • 14/11/2019 12h12
EFEO presidente brasileiro comemorou o encontro e disse que o grupo de países emergentes está "fortalecido"

Em seu discurso durante a reunião de cúpula de líderes do Brics (formado pelo Brasil, a Rússia, Índia, China e África do Sul) em Brasília, nesta quarta-feira (14), o presidente Jair Bolsonaro ressaltou a importância do grupo e de manter a economia do país aberta para o mundo, mas disse que governa para o Brasil “em primeiro lugar”.

“Senhores chefes de estado e de governo, a política externa do meu governo tem os olhos postos no mundo, mas em primeiro lugar no Brasil, para estar em sintonia com as necessidades da nossa sociedade”, declarou, ressaltando algumas necessidades do país, como “mais e melhores empregos, de mais renda, de melhor sistema de saúde pública, tudo mais que faça diferença para o melhor cotidiano de todos”.

Apesar de exaltar o Brasil, Bolsonaro afirmou que a relevância econômica do grupo é “inquestionável” e que a tendência é que continue crescendo. “Hoje, a relevância econômica do Brics é ainda mais inquestionável e seguirá crescendo nas próximas décadas. A sua pujança no plano econômico, junto à diversidade e à criatividade e o vigor das nossas sociedades e de nossos povos.”

Ele também disse que as reuniões do grupo resultaram em importantes intercâmbios, além de demonstrar o potencial de cooperação entre os governos. De acordo com o presidente, os países emergentes avançaram nas negociações do acordo de assistência aduaneira e de construção de um satélite do Brics.

No fim de sua fala, Bolsonaro comemorou o encontro e disse que passa o comando rotativo à Rússia com “o grupo fortalecido”.