Brasil registra 3.459 mortes por Covid-19 em 24 horas; total ultrapassa 360 mil

No mesmo período, foram contabilizados 73.513 novos casos da doença, o que aumentou o total de infectados pelo novo coronavírus e suas variantes para 13.673.507

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2021 18h57 - Atualizado em 14/04/2021 19h41
ROBSON ROCHA/AGÊNCIA F8/ESTADÃO CONTEÚDOMédia móvel de mortes nos últimos sete dias voltou a cair, indo para 3.105, assim como a média de novos casos diários, que caiu para 68.615

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 3.459 mortes causadas pela Covid-19, o que fez com que o total de vítimas fatais da pandemia superasse a marca de 360 mil, chegando ao total de 361.884. No mesmo período, foram contabilizados 73.513 novos casos da doença, o que aumentou o total de infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) e suas variantes para 13.673.507. A média móvel de mortes nos últimos sete dias voltou a cair, indo para 3.105, assim como a média de novos casos diários, que caiu para 68.615. Os dados foram divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (CONASS) através de atualização de boletim realizada às 18h desta quarta-feira, 14. Com os dados, o Brasil segue sendo o terceiro país com mais casos da doença, superado pelos Estados Unidos (31,4 milhões) e pela Índia (13,8 milhões), e o segundo com mais mortes, atrás apenas dos EUA, que somam 564 mil óbitos.

Os indicadores da Covid-19 seguem mostrando o avanço da pandemia no país. A taxa de mortalidade da doença, por exemplo, subiu novamente e chegou à marca de 172,2 a cada 100 mil habitantes. Já a taxa de incidência da Covid-19 também aumentou, indo para 6.506,6 a cada 100 mil habitantes. Em termos absolutos, São Paulo é o Estado mais afetado pela pandemia, com 2.686.031 casos e 85.475 mortes pela doença. Já em números proporcionais, o Amazonas apresenta a maior taxa de mortalidade (297,2 a cada 100 mil habitantes) enquanto que Roraima detém o recorde de taxa de incidência (15.272 a cada 100 mil habitantes).