Bruno Covas confia em inocência de Alckmin e diz que ex-governador estará em sua campanha

Alckmin deve assumir a coordenação do plano de governo de Covas para a disputa pelo PSDB nas eleições

  • Por Jovem Pan
  • 18/07/2020 08h37
Roberto Casimiro/Estadão ConteúdoBruno Covas disse confiar na inocência de Alckmin, indiciado pela Lava Jato

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, confirmou nesta sexta-feira que o ex-governador Geraldo Alckmin vai continuar colaborando com a campanha à reeleição neste ano. Alckmin deve assumir a coordenação do plano de governo de Covas para a disputa pelo PSDB. O anúncio da escolha do ex-governador estava prestes a acontecer na quinta-feira, quando o tucano foi indiciado pela Polícia Federal pelos crimes de lavagem de dinheiro, corrupção e caixa dois na Lava Jato.

O prefeito Bruno Covas acredita que Alckmin vai provar a inocência. Como já havia feito nas redes sociais, o governador João Doria voltou a defender Alckmin na sexta-feira. Em delação premiada, diretores da Odebrecht disseram ter repassado mais de 10 milhões de reais, via caixa 2, às campanhas do ex-governador de São Paulo. A defesa de Alckmin afirmou que o indiciamento “foi injustificável e precipitado”.