Câmeras de segurança mostram início da confusão que levou ao assassinato de João Alberto

No vídeo, é possível ver dois seguranças acompanhando a vítima até a saída do mercado, onde aconteceu a agressão

  • Por Jovem Pan
  • 21/11/2020 17h52 - Atualizado em 21/11/2020 18h14
Reprodução/Redes sociaisJoão Alberto Silveira Freitas, 40, foi morto na noite da última quinta-feira.

Imagens das câmeras de segurança de uma unidade do supermercado Carrefour em Porto Alegre mostram o momento em que a confusão que levou ao assassinato de João Alberto Silveira Freitas, 40, começou. Os vídeos foram obtidos pelo Fantástico e mostram dois seguranças acompanhando a vítima até a saída da unidade, onde as agressões aconteceram. Não é possível ouvir o que os envolvidos falam durante o percurso. João dá um soco em um dos seguranças, e os dois revidam e começam a agredi-lo. O ângulo mostrado pelas câmeras é diferente do que foi compartilhado nas redes sociais e mostra uma grande quantidade de pessoas se aglomerando em volta dos seguranças enquanto eles batem em João.

As agressões à vítima duraram aproximadamente 5 minutos. Durante esse tempo, João pediu para que os seguranças parassem e gritou por ajuda. Ele não resistiu e morreu no local. O homem fazia compras no mercado com a sua esposa quando teria se desentendido com uma funcionária, sendo esse o estopim da briga. O caso gerou protestos por todo o Brasil. Em São Paulo, manifestantes invadiram uma unidade do Carrefour, depredaram o local e chegaram a atear fogo no estabelecimento. Além dos atos, diversas personalidades e órgãos públicos se manifestaram contra a violência do caso. Os dois agressores foram presos em flagrante e tiveram prisão preventiva decretada na sexta, 20. Em nota, o Carrefour informou que lamenta o ocorrido e que tomou providências para que os responsáveis sejam punidos.