Canal Terça Livre é suspenso permanentemente do YouTube

Informação foi confirmada pelo blogueiro Allan dos Santos nesta quinta-feira, 4; segundo ele, o banimento faz parte de ‘operação contra a liberdade de expressão e imprensa’

  • Por Jovem Pan
  • 04/02/2021 16h55
Roque de Sá/Agência Senado Allan dos Santos confirmou a suspensão da conta nesta quinta-feira

O canal do site Terça Livre no YouTube foi banido de forma permanente da plataforma nesta quinta-feira, 4. A informação foi dada pelo blogueiro Allan dos Santos, dono do site, nas redes sociais. Segundo ele, a punição por parte da empresa já era esperada pela equipe do Terça Livre, já que o canal seria alvo da “maior e mais orquestrada operação contra a liberdade de expressão e de imprensa da história recente do Brasil”. Ele citou uma série de motivos que confirmariam a operação. Entre eles, estão os mandados de busca e apreensão emitidos pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, contra o blogueiro e o site no inquérito que investiga fake news e agressões contra o Supremo.

Segundo Allan dos Santos, a delegada da Polícia Federal que fez a inspeção nos materiais apreendidos afirmou que nada foi encontrado nos equipamentos confiscados a pedido do STF, que foram devolvidos em seguida. “Qualquer outra plataforma de streaming fará a mesma coisa conosco. Por isso que continuaremos a fazer nossos Boletins do jeito que der até que tenhamos a nossa própria plataforma, que custa muito caro”, pontua o pronunciamento. Em nota, a assessoria de imprensa do Google, responsável pela administração do YouTube, afirmou que os conteúdos publicados na plataforma precisam seguir diretrizes da comunidade e que “conteúdos suspeitos” denunciados no site são revisados por sistemas inteligentes e humanos, gerando ações imediatas. “Caso uma conta tenha sido restringida na plataforma ou impossibilitada de usar algum dos nossos recursos, o criador não poderá usar outro canal para contornar essas penalidades. Essa regra se aplicará a todo o período em que a restrição estiver ativa. Consideramos a violação dela um descumprimento dos nossos Termos de Serviço, o que pode levar ao encerramento da conta”, diz trecho do informe.