Cavalo da PM morre eletrocutado após pisar em bueiro no centro de SP

  • Por Leonardo Martins/Jovem Pan
  • 14/02/2020 10h51
"Conhaque" realizava policiamento da praça quando pisou sobre uma tampa de metal de um bueiro e sofreu uma descarga elétrica

Um cavalo da Polícia Militar de São Paulo morreu eletrocutado após receber uma descarga elétrica de um bueiro enquanto patrulhava a Praça da República, no centro de São Paulo, nesta quinta-feira (14).

Por volta das 15h, “Conhaque” realizava policiamento da praça quando pisou sobre uma tampa de metal de um bueiro e sofreu uma descarga elétrica. O PM que montava o animal também sentiu o choque, mas não se feriu.

O animal chegou a ser socorrido por outros policiais da cavalaria, mas não resistiu e morreu no local.

Questionada, a Prefeitura de São Paulo disse que a caixa é de responsabilidade da Enel, empresa privada responsável pela administração da luz elétrica na capital.

A Enel, por sua vez, culpa a Prefeitura. A empresa informou que técnicos da companhia estiveram no local e verificaram que o cabo da rede do serviço municipal estava desencapado, o que pode ter deixado a caixa energizada.

“Os cabos da concessionária estavam dentro do padrão, sendo um procedimento técnico  e de segurança da empresa sempre manter seus cabos e conexões devidamente isolados”, disse a empresa em nota.

Durante o Carnaval de 2018, um jovem de 22 anos morreu eletrocutado em um poste na rua da Consolação, também no centro da cidade. Lucas Antônio Lacerda encostou num poste da Prefeitura que estaria em contato com um fio desencapado, sofreu uma descarga elétrica e morreu no local.

O Regimento de Cavalaria da Polícia Militar instaurou uma sindicância para apurar as circunstâncias do fato. Um boletim de ocorrência também foi registrado no 2º Distrito Policial.