Cidade no interior de SP proíbe circulação de crianças após alta de casos de Covid-19

Prefeito de Fernandópolis afirmou que o município registrou mais de 90 casos de coronavírus em menores de 18 anos nos últimos dias

  • Por Jovem Pan
  • 17/06/2021 14h37 - Atualizado em 17/06/2021 14h49
Reprodução/Facebook/André PessutoPrefeito André Pessuto fez o anúncio em live nesta quarta-feira

A Prefeitura de Fernandópolis, no interior de São Paulo, proibiu a circulação de crianças de até 12 anos em estabelecimentos comerciais da cidade para conter a disseminação da Covid-19. Em uma live no Facebook nesta quarta-feira, 16, o prefeito André Pessuto (DEM) anunciou que reeditou um decreto para impedir que as crianças entrem em supermercados, bares, restaurantes, lotéricas e bancos. Segundo Pessuto, em 20 dias, o município registrou 91 casos de crianças e adolescentes com coronavírus, cinco deles em bebês com menos de 1 ano. “Nós antecipamos um problema que pode se agravar muito”, afirmou. A medida vale a partir desta quinta-feira, 17. 

Segundo o prefeito, o número de internações de idosos por Covid-19 caiu após a vacinação. No entanto, os casos entre jovens estão crescendo. Durante a live, Pessuto pediu aos pais e responsáveis para que “segurem os filhos” em casa. Ele disse ainda que vai aumentar a fiscalização de bares e restaurantes aos finais de semana. Os estabelecimentos podem funcionar até às 21h. “Nós vamos pegar muito mais firme na fiscalização em chácaras, em festas, porque é daí que está saindo a contaminação”, completou. Por fim, o prefeito também pediu que a população de Fernandópolis continue respeitando os protocolos sanitários, mesmo após a vacina. “A vacina é importante e é ela que está salvando vidas. Vamos continuar usando máscara, mesmo quem foi vacinado, porque também pode pegar e transmitir a covid. Então fica aqui o meu apelo a toda a sociedade.”