Com 565 novas mortes por Covid-19, Brasil ultrapassa 115 mil óbitos pela doença

Os casos confirmados do novo coronavírus somam 3.622.861 – foram 17.078 nas últimas 24 horas

  • Por Jovem Pan
  • 24/08/2020 19h03 - Atualizado em 25/08/2020 08h10
ANANDA MIGLIANO/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDOCoronavírus no Brasil

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira, 24, que o Brasil registrou 565 novas mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. Com isso, o país tem 115.309 mortes pela doença provocada pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. A taxa de letalidade está em 3,2%. Os casos confirmados da doença somam 3.622.861 – foram 17.078 nas últimas 24 horas. O estado mais afetado pela pandemia é São Paulo, que tem mais de 700 mil casos e 28.505 mortes.

Nesta segunda, em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, o diretor do Instituto Butantan, Dimas Tadeu Covas, estima que, com duas doses, a vacina CoronaVac poderá trazer imunidade superior a 97% contra o coronavírus. Desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac Biotech em parceria com o Butantan, o imunizante está na fase 3 dos testes clínicos, o que inclui a testagem de nove mil pessoas com o composto.

A expectativa, segundo Covas, é que 45 milhões de doses estejam disponíveis no Brasil em dezembro deste ano, após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Estamos trabalhando intensamente para que a vacina chegue o mais rápido possível. Existem aspectos regulatórios que dependem dos testes clínicos, mas sou muito otimista, tendo a eficácia demonstrada, a nossa Anvisa dará uma prioridade [para o registro], porque essa vacina pode interferir na evolução da pandemia”, disse.