Com festas e feira de negócios, São Paulo iniciará eventos-teste a partir de junho

Eventos serão realizados na capital, no interior e na Baixada Santista; encontros devem ter testagem rápida de participantes e ambiente controlado

  • Por Jovem Pan
  • 26/05/2021 13h49 - Atualizado em 26/05/2021 15h30
Alesp/DivulgaçãoUm dos eventos será realizado no Memorial da América Latina

O Governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira, 26, que fará dez eventos-teste para monitoramento científico da Covid-19 no Estado a partir do dia 15 de junho. Eles consistirão em quatro eventos sociais na capital e no interior, com previsão de início na segunda semana do mês, uma feira de negócios na cidade de Santos, que deve ocorrer em 29 e 30 de junho; uma feira criativa na cidade de Campinas e outra no Memorial da América Latina no mês de julho e três festas na capital e no interior a partir do segundo semestre de junho. “Os eventos serão realizados com limitação de público, ambiente controlado e testagem rápida de todos os participantes. Isso já foi realizado em outros países, uma iniciativa semelhante, e que aqui vamos realizar com apoio da Secretaria da Saúde e participação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Cultura”, afirmou o governador João Doria. Ele lembrou que a testagem rápida antes dos eventos deve ser possível por causa da aquisição de um milhão de exames rápidos que já foram distribuídos aos municípios e detectam a doença em até 15 minutos com uma precisão de 98%.

A secretária de Desenvolvimento Econômico do Estado, Patrícia Ellen, afirmou que todos os convidados dos eventos-teste serão acompanhados nas duas semanas seguintes às aglomerações e frisou que essa não é uma sinalização de abertura, e sim encontros com intuito científico de ver como esses ambientes se comportam e preparar o Estado para o segundo semestre de 2021. Os eventos devem ser iniciados antes mesmo da população entre 45 e 54 anos começar a ser imunizada no Estado. Também nesta quarta-feira, Doria informou que a previsão para que a vacinação dessa faixa etária seja iniciada é o começo de agosto. Até o momento, 16 milhões de doses foram aplicadas no Estado, mas a imunização completa com as duas doses ocorreu em 5.511.982 pessoas. Até o momento, São Paulo tem 109 mil óbitos causados pela doença e 3,21 milhões de casos confirmados desde o início da pandemia.