Com vacinação suspensa, Paes pede ajuda de Doria, que critica governo federal

Prefeitura do Rio de Janeiro paralisou a vacinação de jovens de 24 anos nesta quarta-feira por ausência de imunizantes no estoque

  • Por Jovem Pan
  • 11/08/2021 16h09
Reprodução/Facebook/@jdoriajr A capital paulista antecipou nesta quarta-feira, 11, a vacinação de toda a população adulta; Rio de Janeiro atrasou o calendário após receber menos do que o esperado para a vacinação de jovens de 24 anos

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, usou suas redes sociais nesta quarta-feira, 11, para sugerir que o governador de São Paulo, João Doria, entregasse doses de Coronavac à cidade sem intermédio do governo federal, como supostamente aconteceria com a capital paulista. João Doria, não tem como mandar doses direto da Coronavac para cá, não? Sem intermediários, como você está fazendo com a Prefeitura de São Paulo?”, indagou Paes após declarar que o Rio de Janeiro teria que paralisar seu calendário de vacinação nos 24 anos, após receber, segundo ele, cerca de 38 mil doses para uma população de 68 mil pessoas. 

Nas redes sociais, o governador de São Paulo respondeu ao prefeito do Rio que a escassez de vacinas na capital carioca era um problema do governo federal e que, segundo ele, também atinge São Paulo. “Incompetência do Governo Federal! 11.2 milhões de vacinas estocadas e não distribuem. A Prefeitura de SP segue padrão de todo país: Estado recebe doses do PNI e distribui para municípios. Aqui compramos doses extras e ainda assim falta, porque não recebemos doses prometidas pelo Ministério da Saúde.”