Covid-19: taxa de ocupação de leitos de UTI em BH está em 80%

Somente na rede particular de saúde o índice é ainda maior, chega a 83,5%

  • Por Jovem Pan
  • 29/12/2020 15h16 - Atualizado em 29/12/2020 15h19
Alex de Jesus/Estadão ConteúdoDe acordo com boletim divulgado pelo governo de Minas Gerais nesta terça-feira, 29, em todo o estado são 529.653 casos confirmados e 11.615 óbitos pela doença

Mais de 80% dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para tratamento da Covid-19 estão ocupados em Belo Horizonte, segundo boletim epidemiológico assistencial divulgado pela prefeitura nesta segunda-feira, 28. Na rede particular de saúde, o índice de ocupação chega a 83,5%, enquanto na rede pública é um pouco menor, 76,7%. A taxa no SUS é a maior desde 1º de agosto, quando o índice de ocupação atingiu 84%. No dia 4 de julho, o nível de ocupação de leitos de UTI para tratamento da doença chegou a 93%. Já na enfermaria, conforme o último levantamento, a ocupação de leitos para Covid-19 chega a 65,9% na rede participar e a 58,1% no SUS.

Em Belo Horizonte, o último boletim aponta 61.825 casos confirmados da doença e 57.127 pacientes recuperados. Foram registradas 1.839 mortes, sendo 82,5% de pacientes acima dos 60 anos. No acumulado dos últimos 14 dias, a taxa de incidência de Covid-19 na capital ficou em 125,6 a cada 100 mil habitantes. Já o número médio de transmissão por infectado chegou a 0,96. Isso significa que cada 100 contaminados na cidade podem transmitir a doença para outros 96. Em 18 de dezembro, o índice atingiu 1,1 – sinalizando um alerta para tendência de descontrole da transmissão do vírus. No começo do mês, a prefeitura voltou a proibir o consumo de bebidas alcoólicas em bares e restaurantes da capital mineira.

De acordo com boletim divulgado pelo governo de Minas Gerais nesta terça-feira, 29, em todo o estado são 529.653 casos confirmados e 11.615 óbitos pela doença. Estão em acompanhamento 38.850 casos e 479.188 foram recuperados. Nas últimas 24 horas, foram 4.995 casos e 10 mortes confirmados.