Datafolha: aprovação de Bolsonaro segue estável após prisão de Queiroz

  • Por Jovem Pan
  • 26/06/2020 07h13 - Atualizado em 26/06/2020 07h26
Isac Nóbrega/PRNa mesma pesquisa, 64% dos entrevistados afirmaram que o presidente sabia onde o Fabrício Queiroz estava

Uma pesquisa Datafolha divulgada pelo jornal “Folha de S. Paulo” na quinta-feira (25) mostra que a aprovação do governo do presidente Jair Bolsonaro segue estável após a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro.

Os dados mostram que 32% dos entrevistados consideram a gestão presidencial “Ótima/boa”, 23% consideram “Regular”, 44% consideram “Ruim/péssima” e 1% não soube responder. A pesquisa, realizada nos dias 23 e 24 de junho, contou com a participação, por telefone, de 2.016 brasileiros de todas as regiões e estados do Brasil.

Ainda na mesma pesquisa, 64% dos entrevistados afirmaram que o presidente sabia onde Fabrício Queiroz estava. O ex-assessor foi preso na casa do agora ex-advogado de Bolsonaro, Frederick Wassef. Outros 21% dos participantes avaliaram que o presidente não sabia onde Queiroz estava, e 15% não souberam responder a pergunta. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Datafolha perguntou ainda se o presidente da República estaria envolvido no esquema de “rachadinha”, desvios públicos investigados na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro. Na avaliação dos entrevistados, 46% consideram que ele não está envolvido, 38% dizem que está e 16% não souberam responder.

Comparação

Na pesquisa anterior do Datafolha, feita entre os dias 25 e 26 de maio e divulgada no dia 28 do mesmo mês, os resultados apresentavam 43% de avaliações da gestão Bolsonaro como “Ruim/péssima”, 23% como “Ótima/boa”, 23% como regular e 2% não responderam ou não souberam avaliar.