Estado de São Paulo antecipa segunda dose da Pfizer de 12 para 8 semanas

Medida passa a valer a partir da próxima sexta-feira; governo encaminhou nesta quarta cerca de 2 milhões de unidades aos 640 municípios

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2021 12h53 - Atualizado em 22/09/2021 19h06
EFE/EPA/VICTORIA JONES / POOL - 09/12/20Medida visa garantir que mais pessoas tenham o esquema vacinal completo no Estado

O governador de São PauloJoão Doria (PSDB) afirmou nesta quarta-feira, 22, que o Estado vai diminuir de 12 para 8 semanas o intervalo entre as doses da vacina contra Covid-19 da Pfizer/BioNTech. “É uma decisão com respaldo da ciência. Temos pressa e senso de urgência para que toda população esteja completamente imunizada”, escreveu o governador em suas redes sociais. O anúncio oficial foi feito durante a entrega de doses da CoronaVac por São Paulo aos Estados do Ceará, Espírito Santo, Pará, Piauí e Mato Grosso. A medida passa a valer a partir da próxima sexta-feira, 24. Segundo a coordenadora-geral do Programa Estadual de Imunizações, Regiane de Paula, o governo encaminhou nesta quarta cerca de 2 milhões de doses do imunizante aos 640 municípios do Estado. Conforme balanço da campanha realizado pelo Estado , 6,9 milhões de pessoas já imunizadas com a primeira dose serão beneficiadas com a redução.

O governo de São Paulo recomenda que os cidadãos que receberam a primeira dose da Pfizer confiram sua carteirinha para verificar a nova previsão de retorno ao posto, contando em seu calendário 28 dias antes da data até então sinalizada para receber a segunda dose. A Secretaria de Saúde e a Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp) estão reprogramando o disparo de mensagens de texto pelo celular (SMS) e e-mail com informações sobre a medida, reforçando a recomendação para consulta aos cronogramas das cidades de residência e conferir a sua carteira de vacinação.