Ferraço vê necessidade de impeachment: “País está exposto a ridículos”

  • Por Jovem Pan
  • 11/05/2016 16h41
senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES)

Vice-líder da oposição, o senador Ricardo Ferraço, do PSDB-ES, conversou com exclusividade com o repórter José Maria Trindade, da Rádio Jovem Pan, e defendeu o impeachment da presidente Dilma Rousseff.  Minutos depois de discursar a favor do impedimento da petista na sessão que acontece no plenário do Senado, o tucano foi bastante enfático.  

“Há a necessidade de afastar a presidente dada a deterioração política, econômica e moral do Pais, que está exposto a ridículos“, afirmou, exemplificando tal justificativa com a momentânea e já inexistente anulação do processo de impeachment por parte de Waldir Maranhão, presidente interino da Câmara dos Deputados. 

Ferraço, que foi o relator do processo que cassou o mandato do ex-senador Delcídio do Amaral na última terça-feira, disse que uma possível permanência de Dilma na presidência da República seria extremamente prejudicial ao País. “A manutenção dela seria a manutenção do Brasil à deriva, sem rumo. O que nós precisamos é nos livrar dessa turma que provocou um colapso em nosso País”, criticou, referindo-se ao PT. 

O senador, que foi o décimo a discursar na sessão que prossegue durante toda esta quarta-feira, em Brasília, ainda admitiu que “é difícil a essa altura” falar horário que o evento vai terminar, mas ressaltou que o que há de concreto é que a votação será concluída no máximo até a próxima quinta-feira. 

Por fim, comentou sobre o que espera de um possível governo de Michel Temer. O peemedebista é o vice-presidente da República e, caso Dilma seja afastada por 180 dias, assumirá o comando do País imediatamente. “Minha expectativa é de que o Temer encontre uma ampla base política no Congresso brasileiro. Ela estará disposta a apoiá-lo por que apoiá-lo será apoiar o Brasil”, decretou.