Frederick Wassef não é mais advogado de Flávio Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 22/06/2020 06h17 - Atualizado em 22/06/2020 06h36
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃOMesmo após a prisão de Queiroz em sua casa, Frederick Wassef voltou a afirmar que nunca falou com o ex-assessor Fabrício Queiroz

O senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente da República Jair Bolsonaro, anunciou do domingo (21), em uma rede social, que não Frederick Wassef é mais seu advogado. A decisão acontece após a prisão de Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar do senador, detido pela Polícia Civil na quinta-feira (18) em um sítio de Wassef.

No Twitter, Flávio afirmou que a decisão partiu do próprio advogado, o que iria contra a vontade do senador, e ressaltou a “lealdade e competência” de Wassef. A TV Globo, no entanto, apurou que o afastamento de Frederick Wassef foi uma decisão da família Bolsonaro.

 

O afastamento de Wassef acontece após Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, ser preso pela Polícia Civil na quinta-feira (18), em um imóvel do advogado, localizado em Atibaia, no interior de São Paulo. Anteriormente, Frederick havia afirmado que não tinha informações sobre o paradeiro de Queiroz, investigado por um esquema de rachadinha na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Entretanto, caseiros da residência afirmam que o ex-assessor estava no imóvel há mais um ano.

Mesmo após a prisão de Queiroz em sua casa, Frederick Wassef voltou a afirmar que nunca falou com o ex-assessor e que o presidente Jair Bolsonaro, assim como o senador Flávio Bolsonaro, não tinha conhecimento sobre o paradeiro do investigado. Na quinta-feira (18), Flávio afirmou que “encara com tranquilidade os acontecimentos de hoje [prisão de Queiroz]” e disse que “mais uma peça foi movimentada no tabuleiro para atacar Bolsonaro”, ressaltando que “a verdade prevalecerá”.